Atletas britânicos buscam novos locais de treinamento após fechamento do Alexander Stadium para reformas - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Atletas britânicos buscam novos locais de treinamento após fechamento do Alexander Stadium para reformas

Compartilhe

Muito atletas britânicos estão incomodados com o fechamento "precoce" do Alexander Stadium, que fica no complexo Perry Park, em Birmingham. A estrutura vai passar por reformas, para que fique apta ao recebimento dos Jogos da Commonwealth de 2022, que reunirá os países que fazem parte da Comunidade Britânica. 

No entanto, as obras de reforma não estão progredindo como o esperado e deverão sofrer com atrasos por causa da pandemia de coronavírus. Após a reforma, o estádio poderá receber até 40 mil pessoas, já que serão acrescentados 18 mil lugares temporários. Além disso, a pista de atletismo deverá ser reformada e o estádio ganhará uma nova área de aquecimento, treinos e novos estacionamentos.  

Atletas do tradicional clube Birchfield Harriers, que usam o estádio desde que foi inaugurado, em 1976, estão se readaptando a esta nova realidade com treinos após o relaxamento das medidas de segurança à saúde contra  pandemia e a busca de novos locais para os exercícios.

O clube foi avisado na semana passada que não teria mais acesso ao estádio até que os Jogos da Commonwealth terminem, algo que não foi citado no plano original. O evento está programado entre os dias 28 de julho e 8 de agosto de 2022. 

"Às vezes nem temos obstáculos para pular", disse Efe Okoro, atleta de 400 metros, em entrevista à Radio BBC WM.

"Aqueles que podem dirigir, conseguem acesso a lugares como Stafford e Redditch para correr e treinar. Mas está se tornando um pouco desafiador. Estamos tendo que pensar fora da caixa. Temos até que imaginar os obstáculos para pular", revelou o velocista.

Entre os problemas elencados por atletas do Birchfield Harriers estão o longo deslocamento para outras regiões, falta de equipamentos e aumento nos gastos pessoais e do clube para manterem-se em alto nível. 

Foto: The West Midlands Combined Authority (WMCA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário