Tenista peruano recebe suspensão de dois anos por uso de maconha - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Tenista peruano recebe suspensão de dois anos por uso de maconha

Compartilhe

O tenista peruano Arklon Huertas Del Pino foi suspenso por dois anos pela Federação Internacional de Tênis (ITF), após testar positivo para o uso de maconha. 

Em dezembro de 2019, Del Pino já havia recebido uma pena provisória, após analise feita pela Agência Mundial Antidoping (WADA), em que a amostra fornecida durante o Challenger de Lima, tinha a presença de cannabis. 

A maconha é uma substância proibida na categoria S8 (canabinóides) da lista de substâncias proibidas da WADA.  

De acordo com a defesa do atleta, Del Pino achava que a substância permanecia no corpo por algumas horas. Ele alegou ainda, que acreditava que as regras para utilização de substâncias proibidas eram referentes apenas durante as partidas de tênis. Segundo relatou a defesa, o tenista utilizou a substância entre uma partida de simples e outra de duplas, que realizou no mesmo dia no Challenger de Lima.

"Um Tribunal Independente determinou que sua violação não foi intencional, mas descobriu que não poderia sustentar sua alegação de falta não significante" disse a ITF em comunicado. 

Del Pino, que atualmente ocupa o 337º lugar na classificação da ATP em duplas e 586 em simples, ficará suspenso até 23 de outubro de 2021, após a ITF determinar que seu período de inelegibilidade seria datado a partir da coleta das amostras. 

Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário