Rugby sevens pode deixar o programa olímpico após acusações de discriminação de governantes - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Rugby sevens pode deixar o programa olímpico após acusações de discriminação de governantes

Compartilhe

O rugby mal retornou ao programa olímpico e já pode deixá-lo novamente, em meio a acusações de governanças antiéticas dentro do esporte. Na última semana, Francis Kean, presidente da Fiji Rugby Union (FRU), desistiu de um cargo no comitê executivo da World Rugby, após alegações de homofobia e de discriminação contra ele.

De acordo com o britânico Daily Mail, o chefe-executivo da Pacífico Welfare e ex-capitão de Samoa, Dan Leo, escreveu uma carta solicitando à entidade mundial a abertura de investigação sobre Kean e sobre a Federação Francesa de Rugby, que apoiou a candidatura do dirigente.

"Estamos recebendo conselhos de nossos advogados sobre uma carta que estamos redigindo. Estou decepcionado que a World Rugby não tenha iniciado uma investigação aberta sobre Kean e França por indicá-lo", disse Leo.

Logo após as acusações vierem à tona, Kean, que já havia sido condenado em 2007 por homicídio culposo, abdicou da presidência da FRU, além de ter desistido do cargo na World Rugby. Leo ameaçou levar a situação para o Comitê Olímpico Internacional (COI) para que a entidade tome as devidas providências, o que inclui até mesmo retirar o rugby sevens do programa olímpico, uma vez que as condutas de Kean podem ter ferido o código de ética do COI.

"Se a World Rugby não se comprometer com as reformas de governança, nossa próxima carta será para o Comitê Olímpico Internacional, pedindo que considerem suspender o rugby como um esporte olímpico até que estejam totalmente em conformidade com as obrigações do COI", declarou o samoano.

"Se for preciso um pouco de dor a curto prazo, ou seja, ser bloqueado das Olimpíadas, que assim seja. Mas espero que o esporte possa ser proativo nisso antes que isso aconteça", completou.

Como resposta às declarações de Dan, o técnico da seleção norte-americana de rugby sevens, Mike Friday, alertou o samoano para não utilizar o esporte como um jogo político.  “Essa é uma tática juvenil de braço forte a ser lançada, dado todo o trabalho que foi feito para obter o sevens nas Olimpíadas”, disse à rugbypass nesta sexta, 1º.

O rugby esteve presente nas Olimpíadas de 1900, 1908, 1920 e 1924 como o tradicional "Rugby de XV". O esporte só retornou aos Jogos Olímpicos mais de 90 anos depois, na Rio-2016, com a modalidade de sevens. Na ocasião, Fiji foi campeão no masculino, enquanto a Austrália ficou com o ouro no feminino. Para Tóquio-2020, o Brasil tem vaga garantida entre as mulheres.

Foto: Jonne Roriz/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário