Revista faz paródia unindo logo de Tóquio-2020 com símbolo da Covid-19 e organização protesta - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Revista faz paródia unindo logo de Tóquio-2020 com símbolo da Covid-19 e organização protesta

Compartilhe

Organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio ficaram enfurecidos com a capa da edição de abril da revista japonesa Number 1 Shimbun, que fez uma paródia com o logotipo oficial de Tóquio-2020, fundindo-o ao símbolo do coronavírus (foto). O comitê organizador alega que a imagem é "insensível" e solicitou que os produtores do material excluíssem o logo.

"É muito decepcionante ver o emblema dos Jogos sendo distorcido e associado ao novo coronavírus, que afeta a vida humana, a vida das pessoas, a economia e nossa sociedade", disse Masa Takaya, porta-voz oficial de Tóquio, em uma conferência de imprensa nesta terça-feira, 19.

“O design está claramente usando o design do emblema olímpico. Portanto, consideramos uma violação de nossos direitos autorais legalmente garantidos do emblema olímpico de Tóquio 2020", completou Takaya.

A revista é produzida pelo Clube de Correspondentes Estrangeiros do Japão (FCCJ) e a paródia foi criada por Andrew Pothecary, um britânico que mora em Tóquio, responsável pela equipe de direção de arte.

"É especialmente insensível para os atletas de todo o mundo que trabalham para competir nos Jogos. Essa conduta não está de acordo com os altos padrões da FCCJ", disse Takaya. "Isso também é insensível às muitas pessoas afetadas em todo o mundo por esta situação prejudicial e dolorosa".

Logo oficial de Tóquio-2020 (Ryo Ichikawa/Tokyo 2020)
O porta-voz não respondeu, no entanto, se o comitê organizador estaria planejando tomar uma ação legal contra a empresa. Ele disse apenas que as negociações estão ocorrendo "de maneira privada" com os jornalistas. A organização ainda não recebeu uma resposta sobre a solicitação de exclusão da imagem.

Vale lembrar que o logo oficial de Tóquio-2020 já passou por uma polêmica logo no início de sua criação. Os quadrículos harmonizados hoje presentes no emblema, projetados por Asao Tokolo, foram aprovados em 2016, depois que a ideia original criada por Kenjiro Sano foi retirada seguindo acusações de plágio.

Foto: AP Photo/Eugene Hoshiko

Nenhum comentário:

Postar um comentário