Prova por equipes do tiro com arco composto é adicionada ao programa dos Jogos Pan-Americanos de 2023 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Prova por equipes do tiro com arco composto é adicionada ao programa dos Jogos Pan-Americanos de 2023

Compartilhe

Duas novas disputas foram incluídas no programa esportivo dos Jogos Pan-Americanos de Santiago 2023. As provas por equipes do tiro com arco composto estarão presente na capital chilena, elevando o número de eventos do tiro com arco para 10 e o número de atletas para 98.

Estilo que não é olímpico, o tiro com arco composto esteve presente pela primeira vez em Pans na última edição, em Lima-2019. Na ocasião, foram disputadas as provas individuais e de equipe mista.

Para Santiago, serão adicionadas as disputas  e de equipes masculinas e femininas. Os novos eventos usarão dois atletas por equipe, no mesmo formato utilizado na Universíade de 2019.

+ Veja a lista de esportes que estarão no Pan de Santiago 

A presidente da World Archery Americas, entidade que cuida do tiro com arco no continente, se mostrou esperançosa com a inclusão da prova, almejando um futuro olímpico. “Estamos extremamente empolgados com essa adição aos Jogos Pan-Americanos. O composto ainda não é uma disciplina olímpica, mas está um passo mais perto desse sonho ”, disse Maria Emma Gaviria.

Sara Lopez, da Colômbia, e Roberto Hernandez, de El Salvador, conquistaram os títulos individuais em Lima-2019, enquanto a Argentina foi ouro nas equipes mistas. O Brasil terminou em quarto lugar na disputa mista, com Gisele Esposito e Bruno Brassaroto, que foram eliminados em suas estreias nos torneios individuais.

Diferente do caçula Composto, a disciplina Recurvo é olímpica e está no programa do Pan desde 1979. O melhor desempenho brasileiro foi na última edição, em que Marcus Vinicius D'Almeida conquistou a medalha de prata individual e garantiu vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio do próximo ano.

Foto: Alexandre Castello Branco/COB


Nenhum comentário:

Postar um comentário