Naomi Osaka é a mulher mais bem paga na história do esporte no período de um ano, segundo revista Forbes - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Naomi Osaka é a mulher mais bem paga na história do esporte no período de um ano, segundo revista Forbes

Compartilhe

De acordo com a revista Forbes, a tenista japonesa Naomi Osaka tornou-se a atleta mais bem paga na história, dentro do período de um ano, em 2019. Ela faturou US$ 37,4 milhões entre premiações, patrocínios e bônus, estabelecendo este novo recorde entre as mulheres. 

Aos 22 anos, Osaka já coleciona títulos. Ela foi campeã do US Open de 2018 e do Australian Open de 2019, além de já ter sido a líder do ranking mundial da Associação de Tênis Feminino (WTA). Serena Willims, que tinha a posição de atleta mais bem paga desde 2016, faturou US$ 36 milhões no ano passado, valor que também bateria o recorde de faturamento em 12 meses, que era da ex-tenista russa Maria Sharapova, com US$ 29,7 milhões em 2015.

Os valores arrecadados colocam Osaka em 29ª posição na lista geral de maiores faturamentos entre atletas. Williams ficou em 33ª. O problema é que elas são as duas únicas mulheres na lista dos 100 atletas mais bem pagos. Além disso, segundo a Forbes, esta é a primeira vez desde 2016 que duas mulheres figuram na lista, mostrando a discrepância na remuneração entre homens e mulheres no esporte. A lista completa será divulgada pela revista na próxima semana.

"Para quem está fora do mundo do tênis, Osaka é um rosto relativamente novo, com uma grande história por trás", diz David Carter, professor de negócios esportivos da Marshall School of Business da USC. "Combine isso com ser jovem e bicultural, dois atributos que a ajudam a ter repercussão no público jovem e global, e o resultado é o surgimento de um ícone global de marketing esportivo".

A ascensão de Osaka foi muito veloz. Ela tornou-se profissional em 2014, antes dos 16 anos. Em 2016, chegou ao top-40. Em 2017, surpreendeu o mundo ao eliminar a alemã Angelique Kerber na primeira rodada do US Open. Em 2018 veio o primeiro título de Masters 1000, em Indian Wells. Osaka é a primeira tenista asiática a ser número 1 do mundo em simples.

A Forbes apurou ainda, que Osaka tem 15 contratos com grandes patrocinadores de nível mundial, que extrapolam a área esportiva. Quase todos esses contratos pagam mais de sete dígitos para a atleta anualmente.

Foto: Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário