Ivan Zaytsev revela sonhar com uma revanche contra o Brasil na final da Olimpíada de Tóquio - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Ivan Zaytsev revela sonhar com uma revanche contra o Brasil na final da Olimpíada de Tóquio

Compartilhe


O Capitão da seleção italiana de vôlei masculino Ivan Zaytsev anda 'engasgado' com o Brasil desde os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016. Em entrevista ao site globoesporte.com, o filho do lendário levantador russo Vyacheslav Zaytsev, e que resolveu defender o país onde nasceu ao invés do país do pai, disse que espera muito encontrar o Brasil na final olímpica de vôlei em Tóquio para uma revanche:

"Há quatro anos eu sonho com uma revanche contra o Brasil na final. Aquele dia no Rio foi duro para a gente, mas bonita pra vocês. Seria lindo jogar uma final contra o Brasil de novo, mas se for contra alguma outra seleção também vai ser bom" afirmou o oposto.

Os italianos têm muita tradição no esporte, mas nunca venceram uma edição de Jogos Olímpicos. Além da prata no Rio de Janeiro, a geração de Zaytsev também conquistou um bronze nos Jogos de Londres, em 2012. Alguns dos jogadores italianos têm tratado os Jogos de Tóquio como a última chance para conseguir a medalha de ouro.

"Vamos esperar mais um ano, vamos nos preparar fisicamente e mentalmente para isso. Adiar as Olimpíadas era a unica decisão possível. Estaremos um pouco mais velhos, porque a nossa seleção tem muitos caras acima de 30 anos, eu mesmo não sou muito jovem, mas não acho que isso será um grande problema. Tínhamos chegado ao fim de um ciclo olímpico de quatro anos e agora ele vai ter cinco."

Em quarentena em um dos países que mais sofreram com a pandemia de Coronavírus, Zaytsev acredita que apesar de que o fim do campeonato italiano ser uma decisão justa, ele poderia recomeçar no segundo semestre,sem competições de seleções e com o coronavírus já mais brando, as partidas restantes poderiam ser disputadas:

"Suspender o campeonato é justo, porque antes de tudo precisa vir a saúde das pessoas. Era impossível continuar as competições viajando de cidade em cidade. Mas, na minha opinião, dava pra recomeçar, já que as Olimpíadas foram adiadas para 2021, a Liga das Nações será provavelmente cancelada, então não haveria compromisso com a seleção italiana. Isso, teoricamente, te dá o tempo para poder terminar o campeonato italiano mais para frente, em junho, julho, ou talvez em agosto. "

Zaytsev tem passado o tempo em casa brincando com os filhos enquanto espera que a Itália, um dos países mais afetados pela Covid-19, consiga conter a pandemia e voltar ao normal: Eu não sou mais eu. Agora, virei um brinquedo pra eles (risos). Me sinto mais eu quando estou na quadra, quando jogo, e tento não perder. Mas quando estou em casa devo ser pai, e sinto que preciso fazer qualquer coisa pelos meus filhos." 

foto:FIVB/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário