Bia Bulcão celebra definição sobre classificação olímpica da esgrima: “Mais um ano de preparação” - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Bia Bulcão celebra definição sobre classificação olímpica da esgrima: “Mais um ano de preparação”

Compartilhe

Mais de dois meses de muita indefinição, cancelamento de torneios, interrupção de treinos e volta ao Brasil, sem perspectivas de um novo planejamento. Mas, finalmente, a esgrimista Bia Bulcão poderá estabelecer novas metas de classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, agora marcados para 2021, pois a Federação Internacional de Esgrima (FIE) divulgou, na última terça-feira (19), as novas datas de a classificação para a Olimpíada. 

A classificação pelo ranking olímpico poderá ser realizada até o dia 5 de abril de 2021. Quando foi interrompida a corrida pelo ranking, restava apenas uma competição para a atleta: o GP de Anaheim, nos Estados Unidos, que foi cancelado. Já o Pré-Olímpico, que aconteceria em abril e tinha Bia como uma das atletas garantidas, foi adiado também em um ano, acontecendo no mesmo mês em 2021. O torneio estava marcado para o Panamá. 

As quatro melhores equipes do mundo se classificam diretamente para os Jogos. Atualmente, os Estados Unidos estão em quarto lugar, abrindo a vaga de equipes das Américas, que seria herdada pelo Canadá. A partir de então, a melhor atleta do continente no ranking olímpico, excetuando-se norte-americanas e canadenses, terá a classificação assegurada. Se o ranking olímpico fosse finalizado sem a prova de Anaheim, a colombiana Saskia Loretta Garcia garantiria essa vaga. Bia seria a representante do Brasil no Pré-Olímpico das Américas, que classifica mais uma atleta.

A esgrimista, medalhista pan-americana do florete feminino, celebrou a possibilidade de realizar um novo planejamento:

“É muito bom isso. Ganhamos mais um ano. A cada ano que passa, me sinto melhor, então foi bom para mim, mesmo que eu esteja treinando no momento em casa. A ideia é retornar em breve ao mesmo planejamento que eu tinha no início do ano. Vão existir várias competições antes do Pré-Olímpico, que servirão como preparação. É como se eu estivesse fazendo o mesmo caminho, um ano depois e mais experiente. Vejo como muito positivo”.

Bia Bulcão estava treinando na Itália quando os casos de coronavírus chegaram na Europa. Ela pretende voltar em breve, assim que existir novamente segurança para a realização dos treinamentos. Terá o desfalque importante de seu técnico até então, Gennady Miakotnykh, que morreu de insuficiência cardíaca em março, e que acompanhou a atleta desde os seus primeiros passos na esgrima.

Foto: Washington Alves/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário