Unidade de Integridade do Tênis relembra aos jogadores que é proibido participar de apostas - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Unidade de Integridade do Tênis relembra aos jogadores que é proibido participar de apostas

Compartilhe

A Unidade de Integridade do Tênis (TIU), temendo que tenistas recorram às apostas em consequência a falta de dinheiro causada pela paralisação do circuito mundial de tênis, relembrou a todos os jogadores de que apostar ou facilitar apostas é terminantemente proibido. 

"Você não pode apostar ou facilitar apostas ou até mesmo influenciar outras pessoas a fazer isso", disse a TIU em comunicado aos tenistas. "É proibido qualquer tido de relacionamento, direto ou indireto, com casas de apostas, como por exemplo, aceitar patrocínio pessoal".

Vale lembrar que em 2018, o atual número 1 do mundo nas duplas, o colombiano Robert Farah, foi suspenso por três meses após promover uma casa de apostas em seu perfil no Twitter. 

A recomendação da TIU vem de encontro ao surgimento de torneios amistosos na Alemanha, a partir do mês que vem, que apesar de não valerem pontos ao ranking da ATP, serão alvos de apostas em casas especializadas.

"Estamos cientes de que existe um alto risco de corrupção no momento, mas é preciso lembrar que todas as regras do programa permanecem em vigor como se o circuito estivesse em atividade", reitera a TIU. 

Outro tema polêmico foi abordado na última semana, quando o tenista alemão Jan-Lennard Struff levantou a hipótese de que alguns atletas poderiam estar tentados a se dopar, já que estariam livres dos controles e exames antidoping durante a pandemia do coronavírus. 

"O que estamos passando pode ter efeito no tênis, em forma de doping. Nosso esporte é baseado na recuperação mais rápida que em outras modalidades. Há muito dinheiro em jogo, portanto possivelmente haverá doping. O que eu não sei é que tipo de doping", declarou Struff. 

Foto: Unidade de Integridade do Tênis (TIU)

Nenhum comentário:

Postar um comentário