Ouro no Pan de Lima, Ederson Vilela vai atrás do índice olímpico na maratona - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Ouro no Pan de Lima, Ederson Vilela vai atrás do índice olímpico na maratona

Compartilhe

Ederson Pereira Vilela (Pinheiros), medalha de ouro nos 10.000 m nos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019 teve de adiar seus planos por causa do cancelamento de provas nesta temporada 2020, muito comprometida pela pandemia da COVID-19.

O atleta nascido no dia 6 de junho de 1990, na cidade de Caçapava, no Vale do Paraíba, estava treinando para disputar a primeira maratona da carreira, em Viena, na Áustria, no último domingo (19/4). "O objetivo era tentar o índice olímpico (2:11:30). Agora, a situação está bem indecisa. Acho que vamos refazer a programação quando as coisas estiverem mais claras", disse o campeão dos 10.000 m e vice-campeão dos 5.000 m no Troféu Brasil Caixa de Atletismo de 2019, em Bragança Paulista (SP).

Em Caçapava, onde mora, o vencedor da Volta Internacional da Pampulha de 2019, em Belo Horizonte (18 km), faz treinos funcionais em casa e corridas em estradas rurais, as quais só tem acesso de carro. "O Claudio (Claudio Castilho, treinador) reduziu muito o volume dos meus treinos. Estou fazendo pouca coisa, mas bem isolado. Estou obedecendo todos os cuidados. Tiro o tênis antes de entrar em casa, ponho minhas roupas para lavar e vou tomar banho. Aqui, perto das roças, é muito tranquilo. Tenho liberdade para correr, coisa que os que moram nas grandes cidades não têm", afirmou.

"Ele estava inscrito na Maratona de Viena, mas por causa da pandemia muitas provas acabaram canceladas. Como a World Athletics determinou que nenhuma marca servirá como índice até 30 de novembro, buscamos agora uma maratona em dezembro", comentou Claudio Castilho.

Foto: Wagner Carmo/CBAt

Nenhum comentário:

Postar um comentário