Com recomendação do grupo de trabalho da FIFA, futebol masculino na Olimpíada de Tóquio poderá ter jogadores com 24 anos - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Com recomendação do grupo de trabalho da FIFA, futebol masculino na Olimpíada de Tóquio poderá ter jogadores com 24 anos

Compartilhe

Um grupo de trabalho da FIFA aprovou, na tarde desta sexta-feira, a manutenção dos critérios de elegibilidade do futebol olímpico, originalmente previstos para 2020, para os Jogos de Tóquio no próximo ano. Com isso, caso a entidade aprove, jogadores nascidos em 1997, mesmo que tenham 24 anos em 2021, estarão dentro da "idade olímpica" e poderão ser convocados.

Na regra original, apenas jogadores que completam até 23 anos no ano de disputa da Olimpíada podem ser convocados (no caso de 2020, atletas nascidos em 1997), além de outros três atletas sem limite de idade - estes ainda podem ser chamados normalmente.  Com o adiamento dos Jogos para 2021, muitos dos atletas que participariam do evento global este ano, não estariam elegíveis no próximo ano.

A mudança é cobrada pelas seleções qualificadas desde a decisão de adiamento dos Jogos. Até o momento, 14 países já estão garantidos em Tóquio-2020, restando apenas duas vagas a serem definidas através do Pré-Olímpico da CONCACAF, que foi adiado por conta do coronavírus. 

No caso do Brasil, 11 dos 23 jogadores que apareceram na última convocação da seleção completarão 24 anos em 2021 e, por isso, estariam "estourando" o limite da regra. Dos 59 atletas brasileiros convocados em todo o ciclo olímpico, 28 não poderiam disputar a Olimpíada no próximo ano.

Assim, jogadores como Bruno Guimarães, do Lyon, e Matheus Henrique, do Grêmio, que estiveram no Pré-Olímpico em janeiro, poderão ir a Tóquio, assim como Gabriel Jesus, do Manchester City, e Lucas Paquetá, do Milan, que não estiveram na Argentina, mas que ainda têm a idade olímpica.


Grupo de trabalhos da FIFA
Criado recentemente para tratar das condições da pandemia da Covid-19 no cenário do futebol mundial, o grupo de estudos das confederações da FIFA realizou sua primeira reunião nesta sexta. A recomendação veio um diaa o COI deixar nas mãos da federação "a batida de martelo final" sobre a situação.

Além do limite de idade olímpico, o grupo também aprovou outras medidas por unanimidade, que devem  da ser acatadas pela FIFA, como o adiamento da Copa do Mundo Feminina Sub-20, programada para agosto e setembro deste ano, e da Copa do Mundo Feminina Sub-17, agendada para novembro. Os novo cronogramas serão anunciados em breve.

Uma decisão referente à Copa do Mundo de Futsal, também prevista setembro para será tomada até o final deste mês. No entanto, um possível adiamento é considerado e novas datas já estão sendo estudadas.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Nenhum comentário:

Postar um comentário