Primeiro-ministro japonês admite pela primeira vez que existe a possibilidade de adiar os Jogos de Tóquio - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Primeiro-ministro japonês admite pela primeira vez que existe a possibilidade de adiar os Jogos de Tóquio

Compartilhe

Após semanas mantendo cautela, o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe mudou seu discurso na noite deste domingo, 22 (manhã de segunda-feira, 23, no Japão), e falou, pela primeira vez, que existe a possibilidade dos Jogos Olímpicos de Tóquio serem adiados caso não haja garantia de segurança devido à pandemia do novo coronavírus que se alastra pelo mundo.

"Se for difícil realizar os Jogos dessa maneira, temos que decidir adiá-lo, dando prioridade máxima para (a saúde dos) atletas", disse o líder ao parlamento japonês.

O comentário de Abe foi feito logo depois do Comitê Olímpico Internacional (COI) dar um grande passo rumo ao adiamento do Olimpíada de Tóquio, ao estipular um prazo de quatro semanas para tomar a decisão final sobre o evento. Assim como o COI, o japonês declarou que um cancelamento dos Jogos é algo "impensável".

Ao que tudo indica, o maior evento esportivo do planeta, realmente, não deve ser iniciado em 24 de julho. Na última semana, surgiu um forte movimento nas redes sociais pedindo a transferência dos Jogos em um ano, que mobilizou diversos atletas, federações esportivas, dirigentes e comitês olímpicos nacionais.

Até mesmo o Comitê Olímpico do Brasil (COB) emitiu um comunicado oficial solicitando ao COI que adiasse a Olimpíada de Tóquio para 2021. Realizar o megaevento no próximo ano é, inclusive, uma das opções consideradas pelo Comitê Internacional, assim como outubro e novembro de 2020 e o verão japonês de 2022.

Foto: Associated Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário