Coronavírus: atletas britânicos solicitam ao COI adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Coronavírus: atletas britânicos solicitam ao COI adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Compartilhe

Em meio às incertezas em relação ao futuro dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 gerados pela pandemia do coronavírus, dois atletas britânicos manifestaram seus desejos de um adiamento do evento global, em entrevista ao The Guardian, no último domingo, 15.

Guy Learmonth, capitão da equipe britânica no Campeonato Europeu Indoor de Atletismo de 2019, e Martyn Rooney, medalhista de bronze no revezamento 4x400m em Pequim-2008, se mostraram contra as declarações do COI e do governo japonês, que estão prevendo "realização normal" dos Jogos Olímpicos em julho.

Inúmeros eventos esportivos foram adiados, suspensos ou cancelados por conta da Covid-19, que já infectou 190 mil pessoas e matou mais de 7.500. O calendário olímpico está parado até o final de abril e a preparação para o maior evento esportivo do planeta já foi afetada.

"Eu ficaria feliz se eles adiassem até pelo menos outubro - ou talvez mais tarde para 2021 ou 2022. Pelo menos, isso daria aos atletas tempo para planejar, treinar e, o que é mais importante, tempo para que esse vírus se acalme", declarou Learmonth.

"É claro que o COI e o mundo inteiro querem uma Olimpíada de sucesso. Mas, para que isso aconteça, acredito firmemente que o evento precisa ser adiado - a menos que as autoridades possam garantir que os negócios serão como de costume, o que não acredito que possam", completou.

Já para Rooney, o temor é em relação ao curto espaço de tempo que os atletas terão para se preparar até a Olimpíada. "A preocupação é que isso avance e os atletas não tenham a chance de se qualificar. Eu ficaria chateado se soubesse que estou em ótima forma e não tive a chance de competir em bons encontros e de obter o tempo e os pontos necessários para me qualificar", disse ele.

O britânicos disse que, em caso da permanência dos Jogos na data prevista, o COI e a World Athletics devem mostrar flexibilidade com os critérios de qualificação olímpica dos atletas "neste momento tão difícil".

Em nota ao The Guardian, a World Athletics disse que adaptaria seu sistema de qualificação se mais eventos fossem cancelados nas próximas semanas e meses. Segundo a entidade, "o atletismo está em uma posição relativamente boa porque temos um sistema flexível e o período de qualificação começou há mais de 10 meses". 

Foto: Icon Sport

Nenhum comentário:

Postar um comentário