Em final brasileira, Hugo Calderano bate Gustavo Tsuboi e conquista o tri da Copa Pan-Americana de Tênis de Mesa - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Em final brasileira, Hugo Calderano bate Gustavo Tsuboi e conquista o tri da Copa Pan-Americana de Tênis de Mesa

Compartilhe

O tênis de mesa brasileiro brilhou na noite deste domingo, 09. Em Guayabo, Porto Rico, Hugo Calderano venceu o compatriota Gustavo Tsuboi por 4 a 1 (11-3, 11-5, 11-13, 11-3, 11-6) na decisão da Copa Pan-Americana e tornou-se tricampeão do torneio. O jogo foi a reedição da final de 2018, quando Calderano também levou a melhor. Além dos lugares mais altos no pódio, os brasileiros garantiram vaga na Copa do Mundo Individual, a ser realizada em outubro, em Dusseldorf, na Alemanha.

Com a vitória, o número 7 do ranking mundial chegou a 39 jogos sem perder em competições internacionais realizadas nas Américas. A última derrota foi em 2016. De 15 competições que participou no continente (incluindo três torneios nos Jogos de Lima), só não ficou com o ouro em duas.

“Foi difícil. Creio que a cada partida da competição consegui evoluir. É normal jogar melhor na final do que na primeira rodada. E nunca é fácil jogar contra um companheiro de equipe, ele conhece meu saque, recepção. Estou muito feliz de conquistar mais um título. É muito bom sentir essa energia na América Latina, já que jogo na Alemanha”, ressaltou o campeão após a conquista.

Para chegarem à decisão, Calderano e Tsuboi tiveram que vencer três jogos, incluindo a semifinal no domingo. Hugo passou pelo canadense Jeremy Hazin, por 4 a 2, pelo argentino Horácio Cifuentes, por 4 a 1, e pelo paraguaio Marcelo Aguirre, também por 4 a 1.  Já Tsuboi passou pelo canadense Marko Medjugorac, por 4 a 1, pelo equatoriano Alberto Mino, por 4 a 3, e pelo americano Kanak Jha, também por 4 a 3.

Na disputa pelo bronze, Kanak Jha levou a melhor sobre Aguirre e ficou com a medalha após vencer por 4 a 0 (11-4, 11-6, 11-6 e 11-4). 


O jogo decisivo

Calderano começou arrasador. Conhecendo o adversário de longa data, Hugo soube explorar os erros de Tsuboi e não encontrou dificuldades para vencer o primeiro set. Calderano abriu 5 a 0 de frente e administrou ao longo do game. 

No segundo set, Tsuboi conseguiu estar atento nos primeiros pontos, chegando a ter uma mínima desvantagem no 3 a 2, mas viu Calderano deslanchar na sequência  e fechar  mais um game com tranquilidade.

O número 40 do mundo mudou sua postura no terceiro set. Após iniciá-lo perdendo por 8 a 3, ele conseguiu uma brilhante recuperação e empatou o duelo em 8 iguais. Depois, ainda salvou dois game points e fechou o set em 13 a 11, numa reta final emocionante.

Apesar da reação incrível de seu adversário, Hugo não se abalou e voltou com tudo para o quarto set. Forçando os erros de Tsuboi, o campeão abriu 6 a 1 de frente no início da parcial e apenas administrou o placar ao longo do game.

No quinto e último set, os papéis se inverteram e foi a vez de Gustavo Tsuboi abrir 4 a 0 no início do confronto. Hugo correu atrás da desvantagem e virou o duelo, obrigando o adversário a solicitar seu tempo. A parada, entretanto, não surtiu efeito e Tsuboi não conseguiu encaixar seu jogo na volta, cometendo diversos erros não-forçados e encaminhando a vitória de Hugo Calderano.


Adriana Diaz vence o torneio feminino

Entre as mulheres, a estrela Adriana Diaz confirmou seu favoritismo e conquistou o bicampeonato do torneio. Jogando em casa, a porto-riquenha venceu Lily Zhang, dos Estados Unidos, na final, por 4 a 2 (11-4, 11-2, 12-10, 7-11, 9-11 e 11-8). A número 20 do mundo já havia superado Jessica Yamada, do Brasil, Yadira Silva, do México e Wu Yue, dos Estados Unidos, nas fases anteriores.

Além de Yamada, que caiu para a campeã logo na estreia, o Brasil foi representado, também, por Bruna Takahashi. A jovem de 19 anos parou nas quartas do torneio, sendo eliminada pela canadense Mo Zhang. 

Foto: Divulgação/ITTF

Nenhum comentário:

Postar um comentário