Brasil termina em último lugar na etapa de Montevidéu da Challenger Series de Rugby Sevens; Japão é campeão - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Brasil termina em último lugar na etapa de Montevidéu da Challenger Series de Rugby Sevens; Japão é campeão

Compartilhe
Foto: Ignácio Naon/Seven Punta

O Brasil não tem mais chances de chegar na elite do rugby sevens mundial na próxima temporada. A seleção brasileira terminou a etapa de Montevidéu do Challenger do Circuito Mundial na última colocação e ficou de fora do último torneio do calendário, em Hong Kong, que dará uma vaga para a primeira divisão do rugby mundial.

Os Tupis não venceram nenhum jogo na capital uruguaia e amargaram um 16º lugar. No último final de semana, os brasileiros já haviam terminado na penúltima colocação da competição.  Foram cinco jogos e cinco derrotas no Uruguai. 

Na fase de grupos, no sábado (22), o Brasil perdeu para Hong Kong, por 41 a 5, para a Uganda, por 12 a 9, e para a Jamaica, por 38 a 10. Já sem chances de título, os Tupis voltaram a jogar neste domingo (23), em busca do 9º lugar. 

Nas quartas do torneio dos "eliminados", derrota para Zimbábue por 21 a 15, o que encaminhou o Brasil para a disputa do 13º lugar. No jogo, uma goleada do México, por 22 a 0, e último lugar decretado para a seleção verde e amarela.

Se somado o desempenho da etapa de Viña del Mar, no Chile, com o de Montevidéu, o Brasil teve dez derrotas em dez jogos. Os péssimos resultados ligam o alerta para a equipe, que disputará o Pré-Olímpico Mundial, em junho, juntamente com outras 15 seleções. Vale lembrar que as Yaras já têm vaga assegurada nos Jogos Olímpicos.


Festa japonesa no Uruguai

Foto: World Rugby

Garantido em Tóquio-2020 por ser país-sede, o Japão conquistou o título da segunda etapa do Challenger do Circuito Mundial. Os asiáticos venceram seis jogos, incluindo os anfitriões na final, para serem campeões.

Na fase de grupos, vitórias tranquilas sobre Paraguai (71 a 5), Itália (26 a 12) e Zimbábue (26 a 12) e a facilidade permaneceu no mata-mata. Nas quartas, um massacre sobre a Jamaica por 32 a 0 e, na semifinal, 31 a 10 sobre o Chile.

A final foi bem mais complicada. Encarando os donos da casa, o Japão sofreu muito. O jogo terminou empatado sem nenhum ponto das equipes e a decisão foi parar no extra-time, onde os japoneses conseguiram um try e saíram campeões.

O Japão tinha ficado em terceiro lugar na primeira etapa da competição e, com isso, se garantiu na fase final em Hong Kong. O Uruguai também carimbou seu passaporte, assim como Alemanha, Chile, Tonga, Uganda e Zimbábue, além do anfitrião (Hong Kong).

A última etapa do Challenger tem previsão para ocorrer entre 16 e 18 de outubro, já no meio da temporada 2020-2021. Hong Kong é um dos países mais afetados pelo surto do novo coronavírus - que já matou mais de 2,5 mil pessoas no mundo -, e teve que ter seus eventos reprogramados, incluindo esta etapa final, que anteriormente estava prevista para abril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário