Últimas Notícias

World Athletics elogia preparação de Oregon para receber o Mundial de Atletismo de 2021



Autoridades da World Athletics visitaram as estruturas de Oregon, nos Estados Unidos, que serão utilizadas no Campeonato Mundial de Atletismo de 2021, e elogiaram o planejamento e o progresso das obras.

Durante a visita de cinco dias, os oficiais foram ao Hayward Field, estádio oficial da competição, e participaram de várias reuniões de trabalho que abrangeram acomodações, transmissão e segurança do evento.

Além de Eugene, cidade-sede do evento, Portland também foi local de visita da delegação composta por técnicos e especialistas em radiodifusão. A organização planeja realizar as provas de rua na cidade, mas a questão ainda será levantada no Conselho Mundial de Atletismo, a ser realizado na China em março. 

Os representantes avaliaram a vistoria positivamente e indicaram um sucesso para o campeonato a ser realizado entre 6 e 15 de agosto do próximo ano.

"Nossa turnê pelo estádio Hayward Field esta semana foi emocionante e, embora ainda esteja em construção, todos podemos imaginar um evento de classe mundial em 2021. Os fãs de atletismo de todo o mundo realmente podem esperar coisas grandes”, disse Jon Ridgeon, CEO da World Athletics.

O estádio de Hayward Field, da Universidade de Oregon, está sendo planejado e construído para abrigar exclusivamente o atletismo, o que é algo inédito na história dos mundiais de atletismo. Em todas as outras vezes, as competições foram realizadas em estádios poliesportivos.

Algo que também acontecerá pela primeira vez será os Estados Unidos como sede de uma edição de Campeonato Mundial de Atletismo Outdoor. O país sediou apenas uma edição indoor em 2016. 

Por outro lado, Eugene já é uma etapa frequente da Diamond League, estando presente em todas as edições da liga criada em 2010. O meeting traz boas recordações ao Brasil, já que, em 2019, Darlan Romani venceu a prova do arremesso de peso e entrou para a história com a espetacular marca de 22.61m.

O logo oficial de Oregon-2021 também foi revelado durante a semana de visitações. Ele foi criado pela artista Blaine Fontana, de Portland, e retrata diversas iconografias de Oregon.

Nem tudo é festa: questão financeira preocupa
Apesar das altas expectativas e aprovações após os encontros, a organização teme pela questão financeira. A Assembleia Legislativa de Oregon recusou o repasse de 40 milhões de dólares para a coordenação do evento.

Atualmente, a Fundação Universitária da Oregon, uma organização sem fins lucrativos, é responsável pela supervisão das doações à Universidade de Oregon para a construção do estádio, subscrevendo os custos.

Até agora, também não há progresso sobre as concessões oferecidas em impostos a serem distribuídos aos atletas. Como está, aqueles que ganharem o prêmio em dinheiro no Mundial serão cobrados tanto pelo governo de Eugene quanto pelo governo dos EUA. 

Ridgeon, no entanto, alegou que não teme os aspectos financeiros. "Estou totalmente confortável que o dinheiro está lá para um fantástico campeonatos", disse ele ao The Oregonian, de Portland.

Fotos: Divulgação/Oregon-2021

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar