Ouro nas Universíade de Inverno, atleta russo é suspenso por doping


A Rússia continua sua coleção de escândalos de doping com atletas do país. Agora foi a vez do snowboarder Nikita Avtaneev receber uma suspensão de dois anos pela Agência Russa de Antidoping (RUSADA). Segundo a agência de notícias estatal russa TASS, o atleta não conseguiu realizar três de seus testes de doping fora da competição dentro de 12 meses, o que representa uma falha de doping. Além disso, o russo não relatou sua localização várias vezes o que é passível de punição.

O presidente da Federação Russa de Snowboard (RSF), Denis Tikhomirov, revelou que Avtaneev já tinha recebido a punição há dois meses. "Uma decisão sobre a suspensão de Avtaneev foi tomada em 29 de outubro. Ele tinha três bandeiras no banco de dados do ADAMS (Sistema de Administração e Gerenciamento Antidopagem), pois não forneceu informações sobre seu paradeiro".

Entretanto a RSF apelará da decisão, mas caso a punição seja mantida, o snowboarder não conseguirá disputar as qualificatórias para os Jogos Olímpicos de Inverno Pequim 2022. E mesmo depois da suspensão caso seja consolidada, Avtaneev terá dificuldades em retornar as competições já que a Agência Mundial Antidoping (WADA) proibiu a participação russa em competições internacionais pelo prazo de quatro anos. Para participar desses próximos torneios, os atletas russo deverão comprovar claramente nenhum envolvimento com os escândalos de doping.

Avtaneev foi medalhista de ouro no half-pipe nas Universíadas Krasnoyarsk 2019. Além disso, o esportista também já havia sido afetado pelos demais casos de doping russo, competindo nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi 2014 e em Pyeongchang 2018 em status neutro. 

Foto: Krasnoyarsk 2019

0 Comentários