Brasileiros não conseguem índice e equipe de hipismo adestramento está fora de Tóquio 2020



O número de brasileiros classificados para Tóquio teve uma diminuição nesse fim do ano. A equipe de hipismo adestramento do Brasil não atingiu os índices necessários após conquistar a vaga nos Jogos Pan-americanos de Lima e está fora da olimpíada. As informações são do site globoesporte.com

Segundo as regras da Federação Internacional Equestre (FEI), ao menos três atletas do país precisariam conquistar duas vezes o índice de 66% para que o país pudesse levar um time completo para Tóquio. Mas, no período, apenas João Victor Oliva e Leandro Lima, atingiram a marca e, alcançaram a nota mínima apenas uma vez. Assim, o país terá apenas um conjunto na Olimpíada, e na prova individual. Por equipes, a seleção não está classificada.

Na história da Olimpíada, o Brasil competiu apenas uma vez no hipismo adestramento com uma equipe completa, em 2016, quando ficou em décimo lugar. Para Pequim 2008, o país conseguiu a classificação, mas não competiu por problemas médicos de uma das montarias, participando com dois atletas no individual.

Com a exclusão das duas vagas, as vagas do Brasil em Tóquio caíram de 154 para 152.

foto: Jone Roriz/COB
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024 Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco! Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!
To Top