Brasil fica longe das medalhas no primeiro dia do World Masters de Judô - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Brasil fica longe das medalhas no primeiro dia do World Masters de Judô

Compartilhe

Com menos de um ano para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, cada ponto conquistado é essencial na busca por uma vaga olímpica. E a última chance de acumular pontos no ano começou nesta quinta-feira, 12, com o World Masters de Qingdao, na China. Seis brasileiros estiveram no tatami chinês nesta madrugada representando o país no primeiro dia da competição.

No feminino, Gabriela Chibana (48kg) enfrentou a alemã Katharina Menz na estreia. A brasileira consegui um waza-ari de vantagem, mas acabou sofrendo o ippon da adversária. Larissa Pimenta (52kg) estreou diante de Astride Gneto (FRA) e, em luta equilibrada, foi superada nas punições. Gneto levou a medalha de bronze do Masters ao vencer a vice-campeã olímpica, Odette Giuffrida, da Itália. Só pela participação no World Masters, as duas somara mais 200 pontos no Ranking Mundial.

Entre os homens, Felipe Kitadai (60kg) e Phelipe Pelim (60kg) foram responsáveis pelos melhores desempenhos do dia para o judô brasileiro. Ambos começaram com vitória. Kitadai bateu Adonis Diaz (USA), enquanto Pelim venceu Wenzhi Liu (CHN), por ippon.

Na segunda rodada, porém, Kitadai teve pela frente o uzbeque Sharafuddin Lutfillaev, que impôs duas punições ao brasileiro, marcou um waza-ari e, no final, conseguiu ippon para seguir no torneio, onde terminou com o bronze.

Pelim encarou o cazaque Gusman Kyrgyzbayev e começou impondo uma punição no adversário. A leve vantagem, porém, não foi suficiente para impedir acabou ippon do cazaque no segundo minuto da luta.

Com as vitórias na estreia, a dupla brasileira levou 216 pontos para casa.

Eric Takabatake (60kg) e Daniel Cargnin (66kg) também estiveram no tatami chinês nesta madrugada. Eric enfrentou o mongol Unubold Lkhagvajamts, fez luta bastante equilibrada diante do adversário e levou a decisão para o golden score. Unubold aproveitou a oportunidade e conseguiu um ippon no segundo minuto para avançar de fase.

Já Cargnin estreou na segunda rodada diante do chinês Ziyang Xue. O adversário surpreendeu o brasileiro e finalizou o duelo com um ippon nos segundos iniciais do combate. Ambos saem de Qingdao também com os 200 pontos de participação. 

Segundo dia tem quarteto brasileiro no tatami
A madrugada desta sexta-feira, 13, reserva mais quatro estreias de brasileiros no tatami chinês do World Masters Qingdao. Alexia Castilhos (63kg), Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg) e Eduardo Yudy (81kg) vestem o quimono e representam o país no segundo dia da competição.

Alexia enfrenta a chinesa Jing Tang (CHN), enquanto Ketleyn luta com Geke Van Den Berg (NED). Na categoria Médio feminina, Portela tem pela frente a britânica Gemma Howell, enquanto nos homens, Yudy duela contra o português Anri Egutidze (POR).

Foto: Reprodução/IJF

Nenhum comentário:

Postar um comentário