Após grave lesão nos Jogos do Rio, ginasta francês mira o ouro em Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Após grave lesão nos Jogos do Rio, ginasta francês mira o ouro em Tóquio 2020

Compartilhe
O ginasta francês Samir Ait Said declarou corajosamente que vai acabar com os demônios dos Jogos Olímpicos ao ganhar uma medalha de ouro em Tóquio 2020, depois de sofrer uma ferida horrível no evento do ano passado no Rio de Janeiro.

O atleta de 27 anos deixou a Arena Olímpica do Rio na em uma maca quando quebrou a perna depois de pousar fortemente no salto ainda na rodada de qualificação. A lesão foi talvez a pior vista no Rio 2016, enquanto a perna esquerda do francês pendia em um ângulo não natural quando ele deitou na esteira.

Após isso, Said fez sua primeira aparição em um grande evento quando competiu no Campeonato Mundial de Ginástica Artística em Montreal no início deste mês, onde terminou em quarto lugar no final das argolas.

Ele agora está visando a glória olímpica nos Jogos Olímpicos de 2020  na capital japonesa, e prometeu trabalhar "ainda mais forte" depois de perder a medalha do Campeonato Mundial, ao terminar em quarto.

"Em Tóquio eu estarei lá e eu irei ganhar ouro", disse Saïd a insidethegames.

"Minhas perspectivas de medalhas são concluídas nessa prova e wstou concentrado apenas nas argolas, é minha melhor disciplina".

Said também afirmou que estava "orgulhoso" de sua recuperação pela devastadora interrupção de sua participação olímpica e disse que ele não temeu por sua carreira quando sofreu a lesão no Rio.

"Foi uma grande recuperação, uma recuperação incrível", acrescentou o campeão europeu de argolas em 2013, que perdeu em Londres 2012, também por lesão.

"Estou muito orgulhoso disso. Agora me sinto bem, eu me sinto melhor a cada dia"

"Eu pensei que seria muito difícil voltar, mas para mim nada é impossível. Meu sonho é me tornar um campeão olímpico e depois da cirurgia eu trabalhei muito para estar bem nas duas pernas. Meu sonho não estava terminado eu tenho que lutar por isso".

O francês disse que não terminaria sua carreira antes dos Jogos de Paris, localizado a menos de oito milhas de seu local de nascimento, Champigny-sur-Marne, que organizará os Jogos Olímpicos em 2024.

"Eu estou tomando passo a passo, primeiro passo, Tóquio e segundo passo, Paris", disse ele."Estou muito focado em Tóquio e depois espero a medalha em Tóquio, vou me preparar para Paris, onde um sonho se tornará uma realidade", completou.

Foto: Getty Images


Nenhum comentário:

Postar um comentário