Gabriel Medina acredita que piscina de ondas artificiais poderá ser usada em Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Gabriel Medina acredita que piscina de ondas artificiais poderá ser usada em Tóquio 2020

Compartilhe
Após participar de uma competição de piscina de ondas naturais de propriedade do multicampeão de surfe Kelly Slater, o brasileiro Gabriel Medina acredita que essa novidade poderá surgir nos jogos olímpicos de Tóquio, em 2020.

O equipamento foi testado pela World Surf League (WSL), em formato de campeonato, onde o atleta de Maresias sagrou-se campeão. Adriano de Souza, Filipe Toledo e Silvana Lima também estavam presentes. 

Mesmo ressaltado que o desejo do Comitê Olímpico japonês é utilizar o mar para a realização das competições de surfe masculino e feminino, Medina vê a piscina de ondas como uma opção viável para Tóquio-2020, tendo em vista que, devido a venda de ingressos antecipados, além da própria organização do evento,  a competição precisa de datas exatas para ocorrer.

"Tinham uns japoneses que estão envolvidos nas Olimpíadas lá, vendo como funciona a piscina. Acho que deve ter uma piscina lá. Eles querem usar o mar, deixaram claro isso, mas, caso não tenha onda, é uma opção" defende o surfista, que completa: "As Olimpíadas tem data marcada, não é igual ao Circuito, que a gente tem 12 dias e escolhe os três melhores para fazer a etapa."

Atualmente em Maresias após sair de Trestles com a 13ª colocação, Medina, hoje oitavo colocado no ranking mundial, se prepara para a nona parada do Circuito Mundial (WCT), na França. A janela de competição serão entre sete e 18 de outubro.


foto:WSL/Sean Rowland

Nenhum comentário:

Postar um comentário