Thiago Pereira é homenageado com edição exclusiva de revista

Por Juvenal Dias

Sem dúvida nenhuma, um dos maiores nomes da natação brasileira recente e que pendurou a touca e sunga este ano é do filho da dona Rose, Thiago Pereira, o Mr. Pan. Ainda dono de quatro recordes sul-americanos em piscina longa, o ex-nadador de Niterói foi homenageado pela revista Swim Channel. Uma edição dedicada ao atleta foi lançada na semana passada com uma celebração no BAR – Bar, Arte e Restaurante, no bairro do Itaim Bibi, região nobre da cidade de São Paulo, e o Surto Olímpico esteve presente para acompanhar o que aconteceu de mais importante.

O evento foi prestigiado por familiares, incluindo a mãe, famosa pelo grito de “Vai, Thiago!”, amigos desde a época de infância e personagens importantes dentro do cenário esportivo. Thiago ficou satisfeito com o número de convidados presentes. Foi solicito e sorridente com todos e atendeu, com seu carisma característico, todos os pedidos de entrevista à imprensa. Claro que respondeu às indagações do Surto com serenidade e consciência do papel que representa sua figura:

“Queria agradecer ao pessoal da Swim, pela homenagem e por tudo. Foram 20 anos de carreira e, quando a gente começa, nunca sabemos aonde vamos chegar, mas para mim está sendo maravilhoso esse dia. Queria agradecer a todos vocês pela presença, todos os meus amigos, competidores, imprensa. Temos uma vida que foi muito longa, a galera da natação sabe o que passamos no nosso dia-a-dia, então eu só gostaria de agradecer mesmo pela presença. Muito obrigado pelo carinho”, no discurso para todos os convidados.

“Não, não tinha nem ideia (de quando parasse teria uma revista dedicada). Acho que foi uma surpresa, quando o Patrick me falou eu adorei a ideia. Até quis fazer uma coisa diferenciada, um evento, acho que era importante, é um momento que ficou marcado. Tive uma baita oportunidade, com o COB me autorizando, de ter anunciado a aposentadoria no Prêmio Brasil Olímpico, foi uma honra para eu ter feito aquilo naquele dia. E para mim está tudo maravilhoso. Até brinquei com eles (editores), eu falei: 'Vocês devem ter filtrado minha vida desde quando eu era pequeno', são todos muito profissionais ligados à natação. Foi muito legal, me senti muito honrado e muito feliz principalmente hoje, recebendo muitos amigos, muitos deles competiram comigo, sei que alguns não puderam estar presentes, mas foi muito bacana esse evento”, comentando a respeito do lançamento da revista.

“É uma vida diferente, mas uma oportunidade nova, estou curtindo e disposto a ver o que vem pela frente. Tem o Troféu Thiago Pereira que já teve em janeiro e anunciamos o próximo para setembro, tem o Camp que está indo para a quarta edição, tem palestras – que é um dos meus projetos. A metodologia do Thiago Pereira está em andamento e tem a marca Thiago Pereira, que é uma coisa que a gente já vem criando, estamos em contatos. Eu resolvi me aposentar mas não me planejei tanto, apenas tomei minha decisão. Então tem um período até as coisas começarem a andar, mas os projetos são esses e estamos construindo juntos”, a respeito de seu futuro.  “Eu falo uma coisa: sou uma pessoa que nunca digo nunca. Hoje não é o momento de pensar em ser dirigente. Saio de uma responsabilidade de mais de 20 anos, eu estou a fim de curtir um pouco, ir ao aniversário de avó, de mãe, coisas que eu nunca fiz. Assumir uma responsabilidade dessas é a mesma que eu tinha de outra maneira”.

Thiago também falou a respeito do Mundial que está por ser disputado em Budapeste: “Será uma competição divisora de águas, não por ser apenas pós-Olimpíada, nós temos que ver como um todo, porque é a situação do país, que hoje sofre econômica e politicamente. Se voltarmos umas páginas, o Brasil não tinha condições de assumir uma Copa, uma Olimpíada e entraríamos em um caminho muito longo. Eu já prefiro ver a partir de agora, independente do que aconteceu no passado, é o que vai ser daqui para frente o que podermos arrumar e mudar. Vivemos uma diferença dentro do esporte, é importante a volta do Cesar (Cielo), tende a somar bastante para a natação. Temos muitas mudanças com uma galera subindo, vai ser um primeiro mundial depois da minha geração, vai ser uma novidade para todos, até para mim. O Maria Lenk surpreendeu em termos de resultados e isso traz mais esperanças”.

Etiene Medeiros foi o nome mais conhecido dos nadadores que compareceram. O coach Alex Pussieldi, colunista da revista, escreveu sobre a medalha olímpica conquistada em Londres-2012, também esteve presente. Ele foi um dos que conversaram com a nossa reportagem.

“Tive a honra de escrever a matéria sobre a medalha de prata (de Londres-2012). O Thiago começa uma nova fase na vida dele, tem muito para fazer por nós. Ele é o representante dos atletas na FINA, faz parte da comissão de atletas do COB, representante também na ODEPA, um cara que vai ficar muito tempo no esporte. Temos que aproveitar essa figura que ele é, porque é uma pessoa muito simples, simpático e positivo, é um cara que representa muito. Os atletas de alto nível têm um determinado perfil, o Thiago também tem este perfil, mas ele se comporta de maneira diferente, não vira a cara, não recusa um autógrafo. Tem uma história interessante, que em determinado momento da carreira ele brigou com o Cielo, eles se afastaram. No dia do casamento do Thiago, eles não estavam bem, mas o Cesar foi no casamento, porque eles se respeitam. No dia que o Cielo teve aquele 100 metros livre horroroso no Open de 2015, em que praticamente abandonou a temporada, não voltou para a final, foi embora da competição, e o Thiago não nadou no último dia da competição. Quando chegou em São Paulo, olhou para a esposa dele e disse: ‘Vamos na casa do Cesão, ele está precisando de mim’. Isso que o diferencia dos demais atletas, as pessoas não sabem desse lado. Na Seleção, seu apelido era presidente, pois ele sempre se preocupava com todos, estava em defesa do grupo. Isso vai fazer falta”, lamentou o comentarista, em seu longo e descontraído papo, que seguiu por quase meia hora.

Ainda sobre personagens relevantes de piscinas, as gêmeas do nado sincronizado, Bia e Branca também marcaram presença, trabalhando para um canal de televisão, mas que fizeram questão de prestigiar o amigo Thiago. Fora das águas, Jaqueline Carvalho do vôlei também esteve no local. A campeã olímpica também conversou conosco e confessou que, apesar da admiração pelo trabalho do nadador, nunca tinha encontrado pessoalmente para uma troca de figurinhas: “Já conheço o Thiago desde o início da carreira dele, não assim de dar dois beijinhos pessoalmente, mas sim como profissional. Conheci pessoalmente agora há pouco. É um atleta excelente, que infelizmente está deixando as águas. Deixa também um legado muito bacana no esporte, não só para nós esportistas, mas para todos que admiram ele. Espero que ele tenha muito sucesso nesse pós-carreira, porque, querendo ou não, é muito difícil para um atleta parar de fazer uma coisa que praticamos a vida inteira e, de repente, mudar o foco. Espero que tudo dê certo para ele, muito sucesso. Sempre que precisar, estarei prestigiando e batendo palmas”.

Patrick Winkler é editor-chefe da revista e também falou a respeito de fazer uma edição temática: “A Swim Channel fala de natação todos os dias e já tem uma pauta editorial, mas quando o Thiago Pereira anunciou a aposentadoria, não poderia passar em branco. Perguntamos o que iríamos fazer, eu disse: 'não sei, mas precisa ser algo grande, não é todo dia que se aposenta um atleta como Thiago Pereira'. Então tudo que ele viveu, as emoções de medalha e não medalha, é uma edição 100% dedicada ao Thiago, é o trabalho de muita gente envolvida, ficou bem bacana”.

No fim, foi uma festa justa, uma primeira homenagem, de tantas outras da qual é merecedor, a um atleta que trouxe tantas alegrias ao povo brasileiro e que tem muito a oferecer agora do lado de fora da piscina.


foto:Divulgação
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top