Brasil leva três ouros no segundo dia de finais da etapa de Osijek da Copa do Mundo de Ginástica Artística - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Brasil leva três ouros no segundo dia de finais da etapa de Osijek da Copa do Mundo de Ginástica Artística

Compartilhe
O início do novo ciclo olímpico tem sido bastante construtivo para as seleções de Ginástica Artística do Brasil. No domingo (21) a equipe conquistou cinco medalhas na etapa de Osijek (CRO) da Copa do Mundo da modalidade. Thaís Fidelis e Flávia Saraiva fizeram dobradinha no pódio em dois aparelhos: trave e solo. Já Arthur Zanetti dominou mais uma vez a competição nas argolas e garantiu o ouro. 

É importante lembrar que os atletas estão passando por adaptações nas séries que estão se adaptando ao novo código de pontuação da Federação Internacional. O começo do trabalho tem dado bastante certo, pois além dos resultados de hoje, no fim de semana anterior, os brasileiros levaram quatro medalhas na etapa da Eslovênia. 

Thaís e Flávia se saíram muito bem nas finais da trave, melhorando o desempenho com relação à classificatória, na qual Flávia havia terminado em quarto e Thaís em oitavo. Na etapa decisiva, Thaís fez uma bela prova e somou 13,467. Flávia se apresentou um pouco depois e, com 12,933 garantiu o bronze. Entre as duas brasileiras ficou a russa Anastasiia Iliankova, com 13,333. 

As duas atletas voltaram a brilhar no solo. Últimas a se apresentarem, as brasileiras encantaram o público. Flávia entrou no tablado primeiro e somou 13,633, o que lhe garantiu a segunda colocado. Thaís veio logo depois para conquistar o primeiro lugar mais uma vez, com 13,733. A terceira colocada foi Liliia Akhaimova, da Rússia, com 13,500. 

Nas argolas, o campeão olímpico e mundial Arthur Zanetti voltou a repetir a nota da qualificatória: 14,900 no encerramento da prova de hoje, ultrapassando todos os competidores. O Brasil também foi representado nas finais do aparelho por Francisco Barretto (EC Pinheiros), que terminou em sétimo, com 12,800. A segunda colocação foi para a Rússia, com Nikita Simonov (14,400) e a terceira para Israel, com Eyal Glazer (14,233). 


Na barra fixa, Francisco Barreto foi o sétimo colocado, com 13,533. O campeão foi o croata Tin Srbic (14,367), seguido pelo holandês Bart Deurloo (14,333), e pelo russo Sergei Eltcov (14,100).

Foto: Divulgação/Facebook


Nenhum comentário:

Postar um comentário