Barack Obama recebe atletas olímpicos e paralímpicos dos Estados Unidos na Casa Branca - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Barack Obama recebe atletas olímpicos e paralímpicos dos Estados Unidos na Casa Branca

Compartilhe
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, recebeu ontem em um jantar na Casa Branca alguns dos atletas olímpicos e paralímpicos americanos que disputaram os jogos Rio 2016. Acompanhado da primeira-dama Michele Obama e do vice-presidente Joe Biden,

Obama discusou bem-humorado para os atletas presentes e recebeu da ginasta Simone Biles e do jogador da seleção americana de futebol de 7, Josh Brunnais, duas pranchas autografadas para celebrar a entrada do surfe no programa olímpico de 2020 e para homenagear Obama, que se formou na universidade do Havaí. Ao receber as pranchas, ele brincou: "Ano que vem terei bastante tempo para praticar" Já que seu mandato se encerra em 27 de janeiro de 2017.

No discurso, Obama exaltou a grande atuação feminina dos Estados Unidos nos Jogos: "Uma das razões de estar tão orgulhoso com o nosso país neste ano foi ver que a equipe dos EUA de 2016 pertencia às mulheres da América", disse ele. "Como pai de duas mulheres jovens, Quero que elas tenham exemplo de saúde,fé, persistência, e força - tudo que vi nas atletas olímpicas americanas e isso me deixa muito orgulhoso." discursou Obama para uma plateia que além de Biles tinha outra atleta que fez muito sucesso na Rio 2016, que foi Katie Ledecky.

Obama ainda brincou com Simone Biles, dizendo que: "Eu iria fazer um exercício de solo com a Simone lá fora, mas decidimos que isso seria um pouco demais". A primeira-dama Michele completou: "Ele sequer encosta nos dedos dos pés!"

Obama tentando repetir o movimento das ginastas americanas. foto: Pete Souza/the White House

Obama também homenageou Tommie Smith e John Carlos, convidados de honra: "O poderoso protesto silencioso de vocês nos Jogos de 1968 foi controverso, mas acordou muitas pessoas e criou mais oportunidades para aqueles que o seguiram"

Obama encerrou elogiando a diversidade dos atletas americanos: "Não há nenhuma criança na América que não olhe para esta equipe e não se veja em algum lugar e isso me deixa mito orgulhoso"

Dentre os atletas americanos, a ausência mais sentida foi de Michael Phelps. já os nadadores envolvido no escândalo do 'Lochtegate', Ryan Lochte, Gunnar Bentz, Jack Gonger e James Feigen, foram banidos do evento.

foto:AP

Nenhum comentário:

Postar um comentário