Alison e Bruno Schmidt confirmam favoritismo e conquistam ouro no vôlei de praia - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Alison e Bruno Schmidt confirmam favoritismo e conquistam ouro no vôlei de praia

Compartilhe
Antes das Olimpíadas, a dupla formada por Alison e Bruno Schmidt era considerada uma das favoritas ao ouro.  E a dupla, que não teve vida fácil nesse torneio olímpico, conseguiu transformar esse favoritismo em ouro vencendo a dupla italiana Nicolai e Lupo por 2 sets a 0 (21-19 e 21-17), quebrando um jejum de 12 anos sem o ouro no vôlei de praia (os últimos foram Ricardo e Emanuel, em Atenas 2004)

Em partida disputada sob forte chuva, ela não foi fácil como atesta o placar, a dupla italiana fez ótima partida e em alguns momentos chegou a estar na frente do placar. A dupla brasileira que teve a calma necessária para virar o placar. Alison e Bruno fizeram valer seus apelidos: No bloqueio e nas cortadas violentíssimas, o Mamute brilhava enquanto o Mágico vinha com grandes defesas e uma visão de quadra impressionante

Em entrevista coletiva, ambos deram declarações emocionantes sobre o feito Alison lembrou de toda a dificuldade que a dupla teve nesse ciclo: "A classificação foi muito forte, com grandes times, tive de parar para operar o joelho. Quando ia voltar, tive apendicite. Tivemos quatro resultados ruins. Mas em nenhum momento, o Bruno parou de acreditar no Alison, e o Alison deixou de crer no Bruno.  Se vocês forem recapitular o campeonato, no primeiro jogo, começamos atrás, ganhamos de 2 a 0. No segundo, perdemos, mesmo nunca duvidando um do outro. No terceiro, torci o meu pé, mas tive que me desdobrar para jogar. E quando saiu a chave no sorteio, só vieram times fortes. É trabalho, é sempre acreditar um no outro, essa é a característica do nosso time"

Já Bruno Schmidt lembrou das vezes que pensou em desistir e teve apoio de seu pai para continuar: "Não é fácil permanecer nesse esporte. Para mim, como um jogador relativamente baixo, foi complicado. Cada dia foi uma luta e, às vezes, essa luta é cansativa demais. Eu olhava para o meu pai e comentava com ele: “Pai, não estou perdendo tempo não? Meus amigos estão formados, eu estou insistindo em uma coisa onde não sou bem-vindo”. E ele não me deixou parar, não me deixou não acreditar. Ele sempre acreditou mais em mim do que eu mesmo. Sempre foi muita dificuldade e nada veio fácil para mim. Ele sempre falou isso para mim. Essa Olimpíada foi exemplo disso. Perdemos um jogo na chave e eu realmente fiquei muito triste, não falei para ninguém, só me abri para minha família, fiquei muito triste, meu psicológico ficou abalado, mas ele falou: “Você vai chegar lá, você vai ser campeão”."

Alison Conquistou sua segunda medalha olímpica. Ele foi prata em 2012 fazendo dupla com Emanuel; Já Bruno Schmidt estreou com pé direito nos jogos olímpicos, já com o ouro. ele que é sobrinho de Oscar Schmidt, conseguiu a medalha que por tantas vezes o tio lutou para conquistar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário