Liga Mundial Masculina de Vôlei 2016 - 2ª semana - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Liga Mundial Masculina de Vôlei 2016 - 2ª semana

Compartilhe
Maurício Souza ataca contra a Bulgária - FIVB/Divulgação

No segundo final de semana de partidas válidas pelo Grupo 1, apenas a Sérvia saiu invicta na disputa da fase preliminar, que se aproxima do seu encerramento. Além deles, Brasil e Estados Unidos estão muito próximos da classificação para a fase final, que será disputada na Polônia.

Brasil perde a primeira, mas sai com outras duas vitórias

Após jogar em casa, a seleção brasileira viajou até a Sérvia para a segunda semana de partidas pela Liga Mundial, na chave F1. Na estreia, teve de encarar os donos da casa, que não se intimidaram após perder o primeiro set e viraram o placar em cima do time brasileiro, 3 sets a 1, parciais de 19/25, 25/15, 25/21 e 25/22.

Nas partidas seguintes, a seleção brasileira foi melhor e conseguiu duas vitórias. Os placares foram 3 a 1 sobre o Irã, com parciais de 25/18, 24/26, 25/16 e 25/17, e 3 a 0 sobre a seleção da Bulgária, parciais de 25/14, 25/21 e 25/12.

Wallace foi o principal pontuador da seleção brasileira na rodada, com 46 pontos. Lucarelli também foi destaque na seleção, sai do fim de semana com 39 pontos na bagagem.

Nesta quarta, o Brasil decide seu futuro na França, pela chave G1. Os adversários são todos da Europa: Polônia, Bélgica e França, sede da chave.

01/06 (quarta) 10:00 - Brasil x Polônia
02/06 (quinta) 10:00 - Brasil x Bélgica
03/06 (sexta) 13:00 - Brasil x França

Outras chaves

Em uma mini-prévia do clima da fase final, a Polônia jogou em casa pela chave D1, mas relaxado, o time perdeu dois dos três jogos: 3x1 para a Rússia e França 3x0. A única vitória veio sobre a seleção argentina, 3 a 1.

Na chave E1, os Estados Unidos não deram colher de chá para a sede Itália: 3x0, parciais de 25/22, 25/23 e 25/23. A Austrália, outro time que disputou a chave, segue na lanterna, após mais três derrotas.

Classificação

1 - Sérvia - 6 v, 0 d
2 - Brasil e Estados Unidos - 5 v, 1 d
4 - França e Itália - 4 v, 2 d

6 - Rússia e Bélgica - 3 v, 3 d
8 - Argentina, Polônia e Irã - 2 v, 4 d
10 - Bulgária e Austrália - 0 v, 3 d
Em azul, classificados para a fase final; em vermelho, rebaixada para o Grupo 2.

Grupo 2

Na briga para subir à elite do vôlei, o Canadá segue 100% na tabela. Aproveitando a chance de jogar em casa, os canadenses venceram Coreia do Sul, China (ambos por 3x0) e Portugal (3 sets a 1), pela chave F2.

Seguindo de perto, a Turquia, com cinco vitórias e uma única derrota, para o Egito, na casa do adversário: 3 a 1 para os egípcios.

Embolados na tabela com 4 vitórias e 2 derrotas, Holanda, Finlândia, República Tcheca e Egito devem brigar pela terceira vaga para a fase final.

Grupo 3

Decididos os três classificados para a fase final junto com a Alemanha: Eslovênia, Grécia e Taiwan.

Eslovenos e gregos chegaram a jogar a mesma chave no fim de semana, a D3. No duelo, a Grécia venceu por 3 sets a 1. Os gregos só não encerraram de forma invicta por conta de derrota para o Qatar por 3 sets a 0, no sábado.

Taiwan garantiu a última vaga ao vencer os três jogos na chave F3, vencendo Espanha, Cazaquistão (anfitrião da chave) e Alemanha.

Semifinais (sexta, 01/07):
12:10 - Alemanha x Taiwan
15:10 - Eslovênia x Grécia


Nenhum comentário:

Postar um comentário