Definida a seleção brasileira de futebol masculino que vai ao Rio 2016



O técnico da seleção brasileira olímpica, Rogério Micale, anunciou nesta quarta-feira (29) os dezoito jogadores que representarão o Brasil nos Jogos do Rio de Janeiro.

A lista é encabeçada por Neymar, principal jogador brasileiro que atua no Barcelona. A surpresa foi o goleiro Fernando Prass, de 37 anos e sem nenhuma convocação pela seleção principal como um dos jogadores acima de 23 anos. Douglas Costa, do Bayern de Munique é o terceiro jogador acima de 23 da lista.

Segundo Erasmo Damiani, coordenador de base da CBF, todos os atletas foram liberados por seus clubes, o que mostra que alguns nomes esperados como o goleiro Ederson do Benfica, o lateral Fabinho e o zagueiro Wallace do Mônaco, não tiveram a liberação de seus clubes. O Santos foi o clube que mais cedeu jogadores, três: Zeca, Thiago Maia e Gabriel. Barcelona, Internacional, Palmeiras e Atlético Mineiro vem logo em seguida com dois cada. Os quatro jogadores suplentes que entram no lugar de alguém em caso de contusão só serão anunciados após 14 de Julho.

A seleção brasileira se apresenta no dia 18 de julho na Granja Comary onde fica até o dia 27. No dia 30, a equipe enfrenta o Japão em Goiânia, o único antes da estreia contra a África do Sul, dia 4 de agosto em Brasília.

Confira a lista completa:

Goleiros: Fernando Prass (Palmeiras) e Uilson (Atlético-MG)
Laterais: Willian (Internacional), Zeca (Santos) e Douglas Santos(Atlético-MG)
Zagueiros: Marquinhos (PSG), Luan (Vasco) e Rodrigo Caio (São Paulo)
Meias: Thiago Maia (Santos), Rodrigo Dourado (Inter), Rafinha (Barcelona), Fred (Shakhtar) e Felipe Anderson (Lazio)
Atacantes: Neymar (Barcelona), Douglas Costa (Bayern), Luan (Grêmio), Gabriel Jesus (Palmeiras) e Gabriel (Santos)

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024?

Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco.

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Postar um comentário

To Top