Últimas Notícias

Vila Olímpica dos Jogos de 2016 começa a ser mobiliada; Entrega ao comitê será no fim do mês


Os 3.604 apartamentos da Vila dos Atletas começaram a ser mobiliados e serão entregues ao Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016 no fim deste mês. O ministro do Esporte, George Hilton, e a presidenta da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, visitaram as instalações nesta segunda-feira (14.03). O banco financia R$ 2,33 bilhões do empreendimento, que é executado por empresas privadas.

“Conheci um dos apartamentos já decorado. Estive aqui há um ano e é bom ver o resultado. Estamos entregando aquilo que a gente prometeu quando se candidatou para sediar os Jogos. O Brasil, assim como na Copa, vai fazer bonito nas Olimpíadas”, disse Belchior.

Os 31 prédios, divididos em sete condomínios, já estão sendo comercializados pelas empresas que construíram o complexo, que conta ainda com 120 unidades comerciais. O valor global das vendas deve somar RS 3,6 bilhões para o consórcio que administra o projeto.

“A gente percebe o formato final dando outras cores e mostrando outro cenário ao Parque Olímpico. A Vila dos Atletas ficará muito bonita. Os atletas terão uma estrutura moderna, o que mostra que o Governo Federal está integrado com o estado e o município”, disse o ministro George Hilton.


Em fase final de acabamento, a Vila dos Atletas começa a receber as estruturas temporárias. “A vila será entregue no fim do mês para o Comitê Organizador totalmente pronta. Toda a área de estrutura temporária já está sendo montada. O restaurante dos atletas, que é responsabilidade do Comitê, está caminhando muito bem”, avaliou Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, que encontrou a comitiva no Parque Olímpico da Barra da Tijuca.

Com capacidade para receber 17.950 atletas e técnicos, a Vila Olímpica foi construída na Barra da Tijuca, em uma área total de 200 mil m². O local contará ainda com um parque de 72 mil m² de área verde, 4,5 km de ciclovia e 5,5 mil m² de espelho d’água. 

Dentro do complexo haverá a Rua Carioca, que levará os esportistas e membros de delegação a lugares como o restaurante principal e contará com os tradicionais quiosques do Rio de Janeiro. A via terá, ainda, um restaurante alternativo, uma área de recreação (mesa de sinuca, jogos eletrônicos e outros), uma academia, clínica médica e um centro religioso. Além disso, os atletas terão acesso a bancos, correios, cabeleireiro, cafés, floriculturas e lan houses.

Acessibilidade

Durante os Jogos Paralímpicos, a Vila contará com 21 prédios e cinco condomínios. Os atletas terão 800 apartamentos com acessibilidade e mais de oito mil camas. A maior distância para o restaurante principal da Vila será de 800m.

Em termos de locomoção, os atletas não levarão mais do que 50 minutos para chegar às áreas de treinamento e competição. Para 43% dos competidores, a viagem durará dez minutos, enquanto os outros 57% estarão a 25 minutos de distância dos locais nos quais poderão treinar ou disputar as provas.

Fotos: Ministério do Esporte

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar