Últimas Notícias

Maioria das duplas brasileiras estreiam com triunfos no Open de Vitória do Circuito Mundial de Vôlei de Praia


A maioria das duplas do Brasil estrearam com boas vitórias no Open de Vitória do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, que teve início da fase de grupos nesta quarta-feira (16).

O torneio masculino teve apenas uma rodada. As cinco duplas brasileiras entraram em ação, com três resultados positivos. O destaque ficou por conta de Alison/Bruno Schmidt (ES/DF), parceria olímpica do Brasil, que treinam e vivem na capital capixaba e pela primeira vez disputam uma etapa internacional literalmente em casa.

Alison e Bruno foram os últimos a entrarem em quadra na arena montada na praia de Camburi, em Vitória (ES). Eles passaram pela parceria russa Liamin/Barsouk por 2 sets a 1 (20/22, 21/17 e 15/10), em 47 minutos. O capixaba Alison estreou em eventos internacionais justamente na última vez que o Circuito Mundial esteve em Vitória, em 2006. Naquela época, ao lado de Harley, ele sequer passou no country quota (fase preliminar que define representantes de cada país na fase classificatória).

“Meu primeiro evento internacional foi aqui, em 2006, quando eu nem passei no contry quota. Hoje estou mais maduro, mas a força de vontade continua a mesma. Que bacana olhar para trás e ver que aquela foi a primeira e esta é a nonagésima quartas, são quase cem eventos, e estou muito feliz de jogar esse número de torneios, é uma honra, e estou muito orgulhoso de estar aqui”, disse Alison.

Já Bruno Schmidt que é natural de Brasília (DF), mas escolheu Vila Velha, na Grande Vitória, como lar, ficou satisfeito com a escolha da cidade para receber um evento tão importante do vôlei de praia. O jogador ainda avaliou como muito boa a estreia da dupla com resultado positivo, ainda que apertado, contra a equipe russa.

“Nada pode ser melhor para uma dupla que está começando a fase de grupos do que ter que buscar o jogo, enfrentar um time que já chega jogando muito bem, sacando forte a maioria das bolas. Eu costumo falar isso para o Alison, que prefiro jogos assim, que fortalece a dupla, inclusive mentalmente, temos que concentrar o tempo todo, do que um 2x0 sem problemas, que você acaba relaxando”, explicou Bruno.

Outra vitória importante entre as equipes brasileiras foi a de Ricardo/Álvaro Filho (BA/PB). Este é o primeiro torneio do baiano depois que o ex-parceiro e grande ícone do esporte, Emanuel, deixou as quadras. Na última partida da dupla, na semana passada durante o Rio Grand Slam, eles perderam na repescagem para Marco e Esteban Grimalt, do Chile, justamente primeiros adversários de Ricardo e Álvaro em Vitória. Desta vez, melhor para a parceria verde e amarela, 2 sets a 0 (21/18 e 21/16), em 42 minutos.

“Eu joguei com um gostinho de obrigação de vencer, por eles terem antecipado um momento que eu não queria que tivesse chegado. Foi muito difícil ver o maior atleta da modalidade parando, mas posso dizer que tive a oportunidade de jogar ao lado dele por 10 anos. Quando para uma referência em nosso esporte, ele acaba virando um mito. Eu e Álvaro já temos um histórico, conquistamos alguns títulos juntos, chegamos a algumas finais, subimos no pódio várias vezes. Quando estou em João Pessoa treinamos juntos. O jogo de hoje serviu para nos motivar a crescer ainda mais no campeonato”, contou Ricardo.

Mais uma dupla brasileira terminou o dia com boa estreia: Guto/Saymon (RJ/MS). O jovem time que chegou ao bronze no Maceió Open, bateu Schalk/Saxton (CAN) por 2 sets a 0 (21/19 e 21/16), em 34 minutos. Os outros dois representantes do Brasil no torneio estrearam com revés para equipes holandesas. Léo Gomes/Bernat (RJ) foi superado por Nummendor/Varenhorst (HOL) por 2 sets a 0 (21/10 e 21/14), em 35 minutos. E Márcio Araújo/Luciano (CE/ES) não conseguiu passar por Brouwer/Meeuwsen (HOL), que venceram por 2 sets a 0 (21/18 e 21/19), em 41 minutos.


Torneio Feminino

O torneio feminino teve duas rodadas nesta quarta-feira. a dupla Larissa/Talita (PA/AL), que defenderá o Brasil nos Jogos de 2016, venceu na estreia as norueguesas Kongshavn/Solvoll por 2 sets a 0 (21/13 e 21/11), em 31 minutos. Mais tarde, elas passaram por Holtwick/Semmler (ALE) por 2 sets a 0 (23/21 e 21/12), em 32 minutos. A capixaba Larissa estava feliz de poder jogar mais uma vez em casa.

“Eu gosto muito de jogar aqui. Eu nasci aqui, tem muitas pessoas por aqui que gostam de mim. Eu acho isso muito bacana, apesar de eu estar longe há muito tempo, de eu ter me federado por outro estado (Pará), as pessoas têm carinho por mim e isso é muito importante. Quero dar alegria para a minha equipe e para a torcida” contou a atleta.

Outra representante do Espírito Santo também conseguiu dois triunfos no primeiro dia: Elize Maia, que joga com a sergipana Duda. Elas levaram a melhor sobre Ukolova/Birlova, da Rússia, por 2 sets a 1 (27/25, 15/21 e 19/17), em 55 minutos. Na segunda partida de Elize e Duda, nem mesmo a forte chuva que atrasou o início da disputa foi capaz de atrapalhar. Vitória brasileira sobre Schützenhöfer/Plesiutschig, da Áustria por 2 sets a 0 (21/16 e 21/12), em 30 minutos.

“Começar a etapa com o pé direito é muito bom. Tenho que agradecer à minha torcida que mandou uma energia muito especial, muito positiva que eu consigo sentir dentro de quadra. Que bom que conseguimos duas vitórias que encaminharam nossa classificação. Assim buscaremos mais uma vitória amanhã para terminarmos em primeiro na chave e economizar um jogo”, disse Elize Maia.

Juliana/Taiana (CE) iniciou o dia vencendo Schwaiger/Hansel (AUT) por 2 sets a 0 (21/14 e 21/16), em 38 minutos. No final da tarde elas voltaram à quadra e bateram as canadenses Humana-Paredes/Pischke também em dois sets (21/19 e 21/16), em 40 minutos.

Duas duplas conseguiram vencer ao menos uma vez. Rebecca e Neide (CE/AL) estrearam com o revés para Bawden/Clancy (AUS) por 2 sets a 1 (21/15, 18/21 e 15/10), em 44 minutos. E depois conseguiram a recuperação contra as suíças Heidrich e Zumkher, também no tie break (15/21, 21/16 e 17/15), em 46 minutos. Maria Elisa/Lili (PE/ES) abriu o dia com vitória sobre Wang/Yue (CHN) por 2 sets a 0 (21/13 e 21/16), em 38 minutos. Já no início da noite, a dupla que está disputando o quinto torneio juntas, foi superada por Lehtonen/Lahti (FIN) por 2 sets a 0 (24/22 e 23/21), em 1h20 de partida.

Foto: CBV

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar