Últimas Notícias

Guia do Pré Olímpico Europeu de Futebol Feminino - Suécia

Uma seleção tradicional em busca de renovação. Essa é a frase que resume a seleção sueca, que buscará mais uma vez qualificação aos Jogos Olímpicos.
Time sueco posa em jogo da Copa do Mundo Feminina de 2015 (FOTO: Kevin C. Cox/Getty Images)

A história da Suécia dentro do futebol feminino também se deu no início dos anos 70. O primeiro jogo oficial foi diante da Finlândia, em Mariehamm, cidade localizada no arquipélago de Åland, entre os dois países. O jogo terminou empatado por 0 a 0. 

Diferente do que ocorreu com Suíça ou Holanda, o futebol feminino continuou a se desenvolver no país, que se consagrou campeão europeu em 1984, primeiro ano em que foi disputada a competição no futebol feminino. Aquele foi o único título do país na história da Eurocopa Feminina, tendo a seleção sueca conquistado o vice por outras três ocasiões. 

Em 1991, ano da primeira Copa do Mundo Feminina, na China, o time chegaria a terceira colocação, repetida 20 anos depois na Alemanha. A melhor campanha sueca em mundiais foi o vice campeonato em 2003, nos Estados Unidos, após perderem para a Alemanha a grande final. A campanha sueca no último mundial, no Canadá, foi decepcionante, em quatro partidas, 3 empates e uma derrota nas oitavas de final para a Alemanha. 

A Suécia também disputou todos os Torneios Olímpicos de Futebol Feminino e por incrível que pareça, nunca foi medalhista. Sua melhor colocação foi um quarto lugar em Atenas, 2004. Na última Olimpíada, em Londres, a Suécia foi eliminada nas quartas de final pela seleção francesa. 

O time se notabiliza pelo equilíbrio nos setores. Defesa experiente, meio campo com bom volume de jogo e atacantes eficientes. Podemos destacar desse time a experiente zagueira e capitã Nilla Fischer (Wolfsburg), a meia-atacante Sofia Jakobsson (Montpellier) e a atacante Lotta Schelin (Lyon)


Buscar o prestígio é a missão da Suécia e ir as Olimpíadas é mais que fundamental para isso.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar