Últimas Notícias

Quadra principal do Centro de Tênis é batizada de Maria Esther Bueno


São 19 vitórias em Grand Slams, uma história dedicada ao tênis e, claro, muitas emoções e homenagens. Mas, aos 76 anos, Maria Esther Bueno diz ter vivido no sábado (12.12) uma das experiências mais fantásticas de sua vida:  a quadra principal do Centro Olímpico de Tênis, no Parque Olímpico da Barra, foi batizada com o nome da maior tenista brasileira de todos os tempos.

“Durante a vida, a gente tem várias emoções assim inacreditáveis, você acha que nada supera aquela grande emoção, e a vida apresenta uma surpresa. Hoje foi fantástico, uma das maiores homenagens da minha vida, fico orgulhosa de poder ter representado  bem o Brasil na vida inteira e, principalmente, para a mulher brasileira foi uma grande vitória. Hoje é um dos dias mais felizes da minha vida”, disse Maria Esther. 

Outro grande nome do esporte no país também não conteve o sorriso ao entrar no palco olímpico dos Jogos Rio 2016. Gustavo Kuerten, vencedor de três edições de Roland Garros (1997, 2000 e 2001) e ex-número 1 do mundo, afirmou que a estrutura esta à altura das arenas onde se jogam os principais torneios internacionais.

“Aqui dentro a gente se sente num Grand Slam, é muito próximo e acho que é uma estrutura digna dos maiores torneios do mundo. Quando eu pisei, a vontade era ligar pro Larri (Passos) e perguntar: ‘faltam seis meses, ainda dá tempo?’. Jogar no meu país, nas Olimpíadas, em um estádio como esse, seria inesquecível”, disse Guga.

Foto: Aquece Rio

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar