ATP Challenger Tour Finals 2015 - Dia 3 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

ATP Challenger Tour Finals 2015 - Dia 3

Compartilhe

O 3º dia do ATP Challenger Tour Finals, que está sendo realizado em São Paulo, foi marcado pela classificação de Guilherme Clezar para a semifinal e a desistência de Guido Pella.

Clezar venceu o confronto direto com o moldavo Radu Albot pela segunda vaga do Grupo B, com parciais de 6/2 e 6/4, na sexta-feira (27).

“Tenho uma memória incrível do ano passado aqui. Hoje o pessoal me apoiou bastante também e isso é sempre uma motivação para quem está dentro da quadra, poder sentir o apoio do público”, afirmou Clezar, que não teve o serviço quebrado durante a partida. “No segundo set eu fiquei um pouco mais nervoso para fechar. Ele teve 0-30, mas consegui fazer quatro bons pontos e fechar o jogo”, acrescentou.

Cabeça de chave 8 do torneio, Clezar acredita que suas boas campanhas no torneio são reflexo de sua consistência no circuito. “Joguei o ano inteiro só Challenger, acho que não perdi muitas vezes para jogador com ranking inferior ao meu. Acho que o meu nível de top 200 está bem estabelecido. O que falta para mim é ganhar mais jogos nos torneios ATP”, analisou o gaúcho.

O argentino Guido Pella estava a caminho de sua terceira vitória na competição, mas acabou sofrendo uma lesão na coxa direita durante a partida contra o italiano Marco Cecchinato e está fora do torneio.

Campeão em 2012 do torneio e cabeça de chave 2, Pella já estava classificado para as semifinais. Porém, não terá condições de jogo neste sábado,

O espanhol Daniel Muñoz de la Nava chegou a sofrer uma torção no tornozelo esquerdo no início do terceiro set do jogo contra o italiano Paolo Lorenzi, mas superou as dores e venceu de virada, por 4/6, 6/3 e 6/2, em jogo válido pelo Grupo A.

“Não sei como superei. Pensei que tinha rompido por causa do movimento e quando cheguei no banco eu achava que não ia conseguir continuar. Mas não quis me esfriar até o atendimento chegar e segui em quadra. Agora vou conversar com o fisioterapeuta”, afirmou Muñoz de la Nava, campeão de três Challengers neste ano.

Com a desistência de Pella, Muñoz avança diretamente para a final.

Já classificado para a semifinal, o espanhol Iñigo Cervantes encerrou sua participação na fase de grupos derrotando o uzbeque Farrukh Dustov por duplo 6/3. O maior problema para ele durante o jogo foram dores no braço direito. “É mais no final do bíceps, me dói um pouco para sacar. Ontem já havia sentido um pouco, mas de um dia para o outro é difícil recuperar. Amanhã é um jogo muito importante, mas estou feliz por ter ganhado hoje também e espero estar totalmente recuperado amanhã”, comentou.

Quem está torcendo de longe por Cervantes é David Ferrer, dono da academia na qual o cabeça de chave 5 treina em Javea. “Quando estou em casa e ele também, treinamos juntos. Só posso dizer coisas positivas sobre ele e tento reproduzir as coisas boas dele como jogador: sempre dar 100% no treino e competindo. Tenho muito a aprender com um jogador que está entre os melhores do mundo”, elogiou o espanhol, que joga contra o Clezar.

Foto: ATP Challenger Tour Finals

Nenhum comentário:

Postar um comentário