Copa do Mundo de Ciclismo de Pista tem início com Gideoni Monteiro em ação na Omnium - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Copa do Mundo de Ciclismo de Pista tem início com Gideoni Monteiro em ação na Omnium

Compartilhe

Em busca de pontos no ranking olímpico, classificatório para os Jogos do Rio 2016, o ciclista Gideoni Monteiro participa neste final de semana da primeira etapa da Copa do Mundo de Ciclismo de Pista, que acontece em Cali, na Colômbia, a partir da sexta (30). O atleta, que compete na Omnium, a prova mais desgastante da modalidade e na qual conquistou, em julho uma inédita medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, entra em ação no sábado, a partir das 14h (de Brasília), e no domingo, a partir das 14h50m (de Brasília).

Cali recebe a primeira das três etapas da Copa do Mundo de ciclismo de pista. A segunda etapa será em Cambridge, na Nova Zelândia, entre 5 e 6 de dezembro, e a terceira apenas no ano que vem, em Hong Kong, entre os dias 16 e 17 de janeiro de 2016. O calendário tem seu ápice entre os dias 2 e 6 de março do ano que vem, quando Londres vai sediar o Campeonato Mundial da modalidade. A partir daí, será possível conhecer os ciclistas classificados para os Jogos Olímpicos do Rio.

Esta será a segunda experiência de Gideoni em Copas do Mundo. Na temporada passada, ele teve como melhor colocação um 12º lugar em uma das etapas. Agora, com a bagagem de já estar há um ano dedicando-se somente a Omnium, tem a esperança de ir além.

- Me sinto evoluindo a cada treino. As sensações são boas. Diferentemente do que aconteceu na minha primeira temporada na Omnium, desta vez já entro sabendo como é a competição. Vou dar 110% em cada uma das etapas – disse Gideoni, que fez o período de preparação no Centro de Treinamento da seleção brasileira em Maringá (PR).

Representado apenas por Gideoni Monteiro, o Brasil é o 15º colocado no ranking olímpico da Omnium, sendo que os 18 países mais bem colocados da lista vão poder levar atletas aos Jogos do Rio. Para manter o Brasil na zona de classificação, o ciclista sabe que é fundamental ir bem nas Copas do Mundo e no Mundial.

- Vou estar competindo contra os melhores do mundo. São os mesmos caras que participam de Mundial, de Olimpíada... Mas estamos trabalhando muito, focando em cada detalhe, para chegar competitivo – completou o ciclista sergipano.

Após a etapa de Cali, Gideoni Monteiro retorna para o Centro Mundial de Ciclismo, em Aigle, na Suíça, onde, através de um intercâmbio com a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), treina e mora. Ele só retorna ao Brasil para as festas de fim de ano.

A Omnium é a prova mais difícil do ciclismo de pista. Ela compreende seis corridas: Scratch, Perseguição Individual, Eliminação, 1km Contrarrelógio, Flying Lap e Prova Pontos, divididas em dois dias de disputa.

Gideoni Monteiro já acumula bons resultados na Omnium desde que resolveu se dedicar à prova, em 2013. Foi campeão brasileiro, quarto colocado no Campeonato Pan-Americano, quarto colocado nos Jogos Sul-Americanos e medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Além disso, terminou em 15º no Mundial do ano passado.

Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário