Mundial de Atletismo 2015 - Dia 8

Ashton Eaton se superou no decatlo para buscar o recorde mundial | Foto: Patrick Smith/Getty

O sábado em Pequim foi de disputa intensa no salto em altura feminino, recorde mundial no decatlo e mais títulos para Usain Bolt e Mo Farah.

Salto em Altura Feminino
Disputa de alto nível entre as russas Maria Kuchina e Anna Chicherova e a croata Blanka Vlasic. As três conseguiram passar da marca de 2.01m, mas falharam nas três tentativas para 2.03m. Assim a decisão ficou no número de saltos, em que Kuchina levou a melhor por não ter errado nenhum nas séries anteriores. Dessa forma, ouro para a jovem russa, que fez a melhor marca da carreira. Em contraste, a experiente Blanka Vlasic ficou com a prata ao errar apenas um salto, ainda na marca de 1.92, que acabou custando caro. A campeã olímpica Anna Chicherova fechou o pódio, com dois erros.

800m Feminino
A queniana Eunice Jepkoech tentou controlar a primeira metade da prova, mas foi superada pela bielorrussa Marina Arzamasova e pela canadense Melissa Bishop em uma chegada apertada. Melhor para Arzamasova, que faturou o ouro, enquanto Bishop ficou com a prata.

5000m Masculino
Mais um ouro para o britânico Mo Farah. O queniano Caleb Mwangangi Ndiku até tentou se aproveitar do ritmo lento de prova, mas na reta final da última volta não conseguiu suportar o ataque de Farah, que venceu com o tempo de 13:50.38. Ndiku foi prata, com 13:51.75, enquanto o etíope Hagos Gebrhiwet ficou em terceiro.

Arremesso de Disco Masculino
Após bater na trave em 2009 e 2013, o polonês Piotr Malachowski não deu chances para os adversários e venceu com a marca de 67.40, obtida no segundo arremesso. O belga Philip Milanov ficou com a prata ao bater o recorde nacional com 66.90. Outro polonês, Robert Urbanek, fechou o pódio.

Decatlo Masculino
O norte-americano Ashton Eaton fez história ao bater o recorde mundial com a marca de 9045. O período de afastamento em 2014 fez bem ao campeão olímpico de 2012 e campeão mundial de 2013, que voltou em um nível ainda maior e colocou quase 500 pontos de vantagem no medalhista de prata, o canadense Damian Warner. O bronze ficou com o alemão Rico Freimuth.

4x100m Feminino
Recorde do campeonato para o quarteto jamaicano formado por Veronica Campbell-Brown, Natasha Morrison, Elaine Thompson e Shelly-Ann Fraser Pryce. As norte-americanas até chegaram a ameaçar, mas não suportaram à perna final de Fraser Pryce, que completou o revezamento da Jamaica com o tempo final de 41.07, contra 41.68 das norte-americanas. Trinidad e Tobago fechou o pódio.

4x100m Masculino
Assim, como no feminino, os Estados Unidos até ameaçaram, mas cederam na última perna de prova. Para piorar, ainda foram desclassificados por irregularidades na passagem de bastão. Assim, ouro para Nesta Carter, Asafa Powell, Nickel Ashmeade e Usain Bolt com o tempo de 37.36. A China fechou com 38.01 e herdou a medalha de prata dos norte-americanos, enquanto o Canadá foi bronze.

Domingo
O dia que fecha o Mundial tem maratona feminina (20h30 de sábado), salto em altura masculino (7h30), arremesso de dardos feminino (7h45), 5000m feminino (8h15), 1500m masculino (8h45), 4x400m feminino (9h05) e 4x400m masculino (9h25).

0 Comentários