Guia da Copa América de Basquete masculino 2015 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Guia da Copa América de Basquete masculino 2015

Compartilhe

Começa amanhã na Cidade do México, a Copa América de basquete masculino, que servirá de pré olímpico para as Américas. Os dois primeiros colocados garantem vaga nos jogo olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Do terceiro lugar ao quinto garantem vagas no pré olímpico mundial. 

Se  Brasil ficar entre os dois primeiros, o terceiro garante a vaga olímpica; Se ficar entre os cinco primeiros o sexto lugar. O México é o atual campeão da competição e os Estados unidos é o maior campeão com 6 conquistas. O Brasil venceu o campeonato 4 vezes.

As dez seleções são dividas em dois grupos de cinco, onde os quatro melhores se classificam para segunda fase, onde os classificados do grupo A enfrentam os classificados do grupo B. Os 4 melhores fazem as semi-finais e as seleções restantes disputam o quinto lugar.

Grupo A

México - Os donos da casa esperam repetir o resultado de 2013 e conseguir disputar os jogos olímpicos, algo que não faz desde 1976. E para isso, a seleção mexicana vem com sua força máxima. Gustavo Ayon comandando a equipe, auxiliados por Jorge Gutierrez, Francisco Cruz, e Hector Hernandéz. É um time forte, que surpreendeu em 2013 e que agora, com status de favorito, possa ao menos se qualificar para o pré olímpico mundial.

Panamá - A Seleção Panamenha foi impedida de disputar a Copa América de 2013 por irregularidades na sua federação, mas agora, tudo está resolvido e os panamenhos podem mostrar o seu potencial nessa competição. É uma seleção veterana, Ruben Garces, por exemplo, tem 41 anos, Michael Hicks 39 e Joel Munoz tem 35 anos. Danilo Pinnock é um conhecido da torcida do Brasília, pois ele foi contratado em 2012, mas em pouco tempo pediu dispensa sem deixar saudade. Mas ele é um bom nome dessa seleção envelhecida, que deve lutar com o Uruguai para não ficar em último.

República Dominicana - Os dominicanos não vão ter o reforço de seu maior jogador, Al Horford,e também Jack Martinez que pediram dispensa. Mas todos os outros jogadores confirmaram presença. Francisco Garcia, Eulis Baez, Kevin Feldeine e Edgar Sosa vão dar tudo si por essa vaga, que deverá ser a do pré-olímpico mundial. Quem sabe lá, Horford e Martinez apareçam para ajudar?

Brasil - A Seleção Brasileira, finalmente já garantida, vai usar o torneio como teste pra alguns jogadores. Com as polêmicas dispensas de Hettsheimeir e Larry Taylor (Magnano não gostou nada), o time aposta em Vitor Benite, que fez ótimo Pan-Americano, Marquinhos, Agusto Lima e Rafael Luz. o veterano Guilherme Giovanoni não deve ser deixado de lado. Depois do vexame na edição anterior, um top 4 é um resultado plausível.

Uruguai- O Uruguai também tem um desfalque importante, Taboada pediu dispensa e assim, a seleção uruguaia vem enfraquecida para a Copa América. Mas Martin Osimani confirmou presença e nomes como Bruno Fitipaldo e o americano naturalizado Reque Newsome podem fazer uma boa disputa com os panamenhos pelo o quarto lugar do gurpo A.


Grupo B

Canadá - Os Canadenses após o bom o pan-americano em que ficaram com a prata, se reforçaram e querem voltar aos jogos olímpicos, coisa que não fazem desde 2000. é uma seleção jovem, com nomes como Andrew Wiggins, Kelly Olynyk, Nik Stauskas, Andrew Nicholson e Anthony Bennett, todos jogando na NBA, prometem deixar o Canadá muito bem colocado na competição.A Vaga olímpica direta é uma boa possibilidade.

Cuba - Os Cubanos esperam ao menos repetir o feito da seleção feminina que garantiu vaga no pré olímpico mundial. Mas a situação é dificil, pois o nível do basquete masculino das Américas é mais alto e no grupo em que caiu, Cuba deverá ser a a lanterna. William Granda pode ser o destaque do time, não dentro de quadra, mas porque é o primeiro jogador que foi convocado sem jogar em Cuba (Ele joga no Uruguai).

Porto Rico - Os Portorriquenhos também não terão um grande jogador de sua geração, Carlos Arroyo. Por isso, eles depositam sua confiança em JJ Barea e o jovem Maurice Harkless, ambos da NBA. Renaldo Balkman e Ramon Clemente são outros nomes importantes para a seleção, que anda enfraquecida, mas tem boas chances de ao menos pegar a vaga para o pré-olímpico mundial.

Argentina - A seleção Argentina é outra seleção envelhecida e não se sabe o que esperar dos hermanos, que dominaram as Américas no início dos anos 2000. Luis Scola e Andres Nocioni são os remanescentes da geração vitoriosa e tentarão comandar o time rumo a vaga olímpica. Facundo Campazzo, Nicolas Laprovittola e Selem Safar também são nomes que são o futuro do basquete argentino. Uma vaga olímpica é mais difícil, mas é possível. Uma vaga no pré olímpico mundial parece ser um objetivo mais realista

Venezuela - Os Venezuelanos dessa vez não tem Greivis Vasquez no seu elenco. Sem seu principal jogador, as coisas dificultam muito para os venezuelanos, que contam com nomes como Gregory Vargas e Nestor Colmenares para conseguir ao menos lutar pela vaga olímpica, o que será muito difícil.

Amanhã teremos os seguintes jogos válidos pela primeira rodada:

Cuba x Venezuela
Uruguai x Brasil
Argentina x Porto Rico
República Dominicana x México

Nenhum comentário:

Postar um comentário