ATP Challenger Finals 2014 - Final - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

ATP Challenger Finals 2014 - Final

Compartilhe

Diego Schwartzman (ARG) é o grande campeão do ATP Challenger Tour Finals, a Final Mundial do Circuito Challenger de Tênis 2014. Na tarde deste domingo (23), o cabeça de chave 2 derrotou o brasileiro Guilherme Clezar por 6/2 e 6/3, no Esporte Clube Pinheiros, e levou a premiação US$ 84.900.

Este é o quinto do título de Challenger de Schwartzman na temporada, a melhor de sua promissora carreira. Com mais este troféu, o atleta de Buenos Buenos se aproxima do grupo dos 60 melhores do ranking. Outro dado curioso: é o tenista mais baixo no top 100, com apenas 1,70m.

"A semana foi incrível. O torneio foi muito bom, muito bem organizado. Estou muito contente com a semana. Desde a primeira rodada, eu consegui jogar um bom nível de tênis. Todas as partidas consegui jogar bem. Cheguei com muita confiança na final, o Clezar ficou um pouco nervoso e consegui me aproveitar disso", analisou Schwartzman.

"Nós já jogamos três vezes nesses últimos meses. Eu já o conheço bem, e ele me conhece bem. Entrei com muita confiança. Sabia que ele estaria cansado, porque a partida anterior dele foi muito longa. Estive muito bem na parte técnica também, e todos meus golpes estavam dando certo", acrescentou.

Schwartzman esteve próximo de ser eliminado do torneio. Na segunda rodada, o brasileiro Feijão desperdiçou dois match points no segundo set e viu o argentino virar a partida. O jovem de 22 anos confessou que, naquele momento, já estava pensando em suas férias.

"Quando o Feijão estava sacando para a partida e com match point, eu já estava pensando nas minhas férias em Buenos Aires. Mas isso faz parte do tênis, estive próximo de ser eliminado e agora sou o campeão do torneio", admitiu.

Entre os dias 6 e 8 de março de 2015, acontece o confronto válido pela Copa Davis entre Brasil e Argentina. Schwartzman espera integrar a equipe de seu país, mas reconhece que tem outros jogadores mais preparados que ele.

"Tenho esperanças de estar na equipe da Copa Davis, mas não acredito que irei jogar. Sei que tem jogadores mais experientes, jogadores que estão num nível mais acima do que o meu. Quero ajudar a equipe no que for preciso e espero que a Argentina ganhe o confronto". disse.

Já Guilherme Clezar atingiu sua primeira final no ano, em que sofreu com graves lesões que o afastaram das quadras por três meses. O gaúcho comemorou o desempenho durante a semana, que irão lhe render preciosos pontos no ranking profissional.

"Foi uma bela semana. Apresentei um nível de tênis que fazia tempo que eu não apresentava, fiz bons jogos. Hoje, infelizmente, não pude sair com a vitória, mas os todos os méritos são do meu adversário, ele realmente jogou um grande nível de tênis, estou contente pela semana", comentou.

"Eu estava bem fisicamente. Realmente, foi o jogo do meu adversário que me impôs uma dificuldade grande, assim como tinha sido na primeira partida. Praticamente, não errou devolução de saque. Pode ver que nos outros jogos, meu saque estava fazendo bastante diferença, mas hoje não consegui impor muito. Mérito bastante para ele", finalizou Clezar, que recebeu o prêmio de US$ 39.900.


Foto e Fonte: ATP

Nenhum comentário:

Postar um comentário