Cobertura complexa aumenta gasto do estádio olímpico de Londres - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Cobertura complexa aumenta gasto do estádio olímpico de Londres

Compartilhe

A cobertura do estádio olímpico de Londres terá que sofrer uma complexa reforma. Esta semana, a empresa Balfour Beatty anunciou que encontrou dificuldades para instalar a cobertura da pista de atletismo e das cadeiras retráteis. O local da disputa do atletismo e das cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos de 2012 está sendo convertido para receber os jogos de futebol do West Ham. A obra deverá custar o equivalente a R$ 144 milhões, aumentando o valor total do estádio para R$ 2,47 bilhões - o custo original era de R$ 1,1 bilhão. Mais caro do que a reforma do Maracanã (R$ 1,3 bilhão) e a construção da Arena Corinthians (R$ 1,15 bilhão) juntos. 

De acordo com a Balfour Beatty a reforma requer técnicas de construção normalmente utilizados para construir plataformas de petróleo no Mar do Norte britânico. A Corporação para o Desenvolvimento do Legado de Londres, órgão criado pela prefeitura, acredita que poderá bancar o custo adicional.

A previsão é que o estádio com capacidade para 54 mil pessoas seja entregue ao West Ham em agosto de 2016. O clube arrendou o local por 99 anos, pagando aluguel de R$ 10 milhões por ano. A federação local de atletismo terá o direito de usar o estádio 20 vezes por ano.

No Rio, o Engenhão passa por uma reforma na cobertura original e também sofreu com o aumento do custo. A instalação construída para os Jogos Pan-americanos de 2007 será o palco do atletismo do Rio 2016. O estádio olímpico João Havelange teve orçamento inicial de R$ 80 milhões, mas seu custo final foi de R$ 360 milhões. No final do ano será finalizada a obra na cobertura, que corria risco de desabamento com ventos acima de 63km/h. De acordo com o jornal "O Globo" ela está estimada em R$ 100 milhões, valor que as empreiteiras do Consórcio Engenhão cobram na Justiça das empreiteiras responsáveis pela instalação da cobertura, Racional, Delta e Recoma.


Foto: Reuters
Fonte: Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário