Surto de olho no craque: Aleksandr Kerzhakov - O Artilheiro Russo - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Surto de olho no craque: Aleksandr Kerzhakov - O Artilheiro Russo

Compartilhe
Por Kaique Oliveira

A Rússia vem para sua 10ª Copa do Mundo, a terceira como país independente e querem fazer uma boa Copa, para bater a melhor posição que os russos já fizeram em mundiais, um quarto lugar alcançado em 1966, quando o país ainda era a União Soviética.

E o cara que vai definir a parada é Aleksandr Kerzhakov. Kerzhakov já é um jogador veterano, tem 31 anos e vem ao mundial para ajudar a Rússia a se classificar para as oitavas-de-final. Kerzhakov é centroavante, e sabe usar sua altura para marcar gols de cabeça. Com apenas um gol na Copa, ele se torna o maior artilheiro da seleção na história, sendo que já é o maior artilheiro do futebol russo.

 Atualmente, Kerzhakov está bem no clube e na seleção. Apesar de jogar pouco nessa temporada, Kerzhakov fez 8 gols em 18 jogos e seu time ficou com o vice-campeonato russo, mas garantiu vaga na Champions League. Pela seleção, foi decisivo, marcando 5 gols nas eliminatórias, ajudando o país a se classificar para o mundial e vem motivado para ser o maior artilheiro da seleção nacional.

Kerzhakov estreou profissionalmente em março de 2001 no Colga FC, e só marcou seu primeiro gol em junho, conta o Spartak Moscou. Em sua primeira temporada, Kerzhakov foi o segundo atacante do time, sendo o reserva do atacante Hennadiy Popovych. No entanto, mais tarde, ainda em 2001, ele ajudou o Zenit a terminar em terceiro lugar no campeonato russo e foi vice-campeão em 2003. Em 2002, Kerzhakov fez uma dupla de ataque muito boa com Andrei Arshavin, que lhe valeu duas convocações para a seleção russa. Naquele ano, Kerzhakov foi convocado pela Rússia para ir a Copa do Mundo de 2002, com apenas 20 anos.

Em 2003, o técnico checo Vlastimil Petržela confiou em Kerzhakov e o colocou como títular do Zenit e assim, se tornou o maior artilheiro do campeonato russo em 2004. Embora sob o comando de Petržela, Kerzhakov foi ainda titular em todos os quatro jogos da fase de grupo da Copa da UEFA de 2004/2005 e marcou um hat-trick na vitória por 5x1 sobre o AEK Atenas. Na temporada seguinte, ele estava como titular novamente na campanha do Zenit na Copa da UEFA. Zenit qualificou-se para a segunda fase, superando Vitória, Besiktas, Bolton e Sevilla. Na fase eliminatória, Kerzhakov marcou contra o Rosenborg e Olympique de Marselha, ajudando o Zenit a chegar nas quartas-de-final para enfrentar o Sevilla. Kerzhakov teve sua melhor performance, marcando um gol fora de casa, mas não conseguiu salvar a sua equipe, eles perderam do Sevilla por 5x2 no placar agregado.

Depois que Dick Advocaat foi anunciado técnico do Zenit em 2006, Kerzhakov jogou muito pouco em decorrência com o treinador e assim, decidiu deixar o clube.

 Em 28 de dezembro de 2006, Kerzhakov assinou com o Sevilla, em um contrato de cinco anos e meio no valor de 5 milhões de euros, como parte do acordo da parceria dos clubes.Sob o comando do então técnico Juande Ramos, Kerzhakov foi o terceiro atacante da equipe atrás Luís Fabiano e Frédéric Kanouté. Ele jogou sua primeira partida em 14 de janeiro de 2007 e marcou seu primeiro gol em 28 de janeiro de 2007, em uma vitória por 4x2 contra o Levante UD. Ele marcou o gol da vitória contra o Tottenham na vitória por 4x3 nas quartas de final da Copa da UEFA, em 5 de abril de 2007. Mais tarde, Kerzhakov contribuiu na campanha do título do Sevilla na Copa da UEFA de 2006/2007.

Depois de Juande Ramos saiu do Sevilla para ser técnico do Tottenham Hotspur em outubro de 2007, o tempo de jogo de Kerzhakov diminuiu sob o técnico interino Manuel Jiménez. Ele fez apenas quatro jogos, sendo apenas o quinto atacante atrás de Luís Fabiano, Frédéric Kanouté, Javier Chevantón e Arouna Koné. Especulou-se que Kerzhakov iria sair do Sevilla para jogar no Tottenham, Manchester United ou Paris Saint-Germain. No entanto, de acordo com os jornais russos, Kerzhakov afirmou que ele vai permanecer no Sevilla para ajudar na La Liga e na Champions League na temporada.

 Em fevereiro de 2008, depois de ter sido deixado de fora do empate do Sevilla contra o Fenerbahçe na Champions League, Kerzhakov assinou um contrato de três anos com o russo Dynamo Moscou. Kerzhakov rapidamente se estabeleceu como titular com Tsvetan Genkov e Cícero. Ele marcou seu primeiro gol pelo Dínamo com um poderoso chute de fora da área de contra o FC Moscou. Durante a temporada de 2008, Kerzhakov se tornou o maior artilheiro do Dynamo que terminou em terceiro lugar, que ganhou uma vaga nas eliminatórias para a Champions League.

Durante a temporada de 2009, Kerzhakov se manteve como títular, à frente de Aleksandr Kokorin e Fedor Smolov mas a temporada acabou com o Dynamo tem oitavo e perdeu para o Celtic e CSKA Sofia, na tentativa de se qualificar para a Champions League e a Europa League.

  Em janeiro de 2010, Kerzhakov rescindiu seu último ano de seu contrato com o Dynamo e voltou ao seu primeiro clube profissional, o Zenit. Com o técnico Luciano Spalletti, Kerzhakov foi titular e conseguiu jogar 26 vezes. Ele marcou seu primeiro gol contra o CSKA Moscou em abril do mesmo ano, e marcou dois hat-tricks contra o RSC Anderlecht na UEFA Europa League e Saturn Moscow no campeonato nacional.

A temporada seguinte começou com uma derrota decepcionante para o Twente nas oitavas da Europa League. No entanto, Kerzhakov passou a ter uma temporada incrível, marcando 23 gols em 32 jogos no campeonato russo. Zenit terminou em primeiro lugar na temporada regular e, em seguida, ganhou o grupo campeonato de 2012 para reivindicar o seu segundo título da liga em dois anos.

 Pela Rússia, estreou em um amistoso contra a Estônia no dia 27 de março de 2002. Dois meses depois, ele foi selecionado por Oleg Romantsev para a Copa do Mundo de 2002. Ele estava no banco nos dois primeiros jogos da Rússia contra a Tunísia e Japão, mas substituiu Valery Karpin contra a Bélgica.

Kerzhakov foi chamado regulamente para a Eurocopa de 2004, onde antes do início da competição marcou seu primeiro gol contra a Suécia em um empate de 1x1. Apesar de fazer oito partidas nas eliminatórias para a fase final do torneio, ele foi convocado por Georgi Yartsev como um dos quatro atacantes do elenco ao lado de Dmitri Bulykin, Dmitri Kirichenko, e Dmitri Sychev. Ele estava no banco para os jogos da Rússia contra a Espanha e Grécia, mas jogou 90 minutos contra Portugal.

Depois que Gus Hiddink foi anunciado como treinador da Rússia, Kerzhakov foi esquecido por ele e mal jogou pela Rússia e não é para menos, já que a chegada do treinador coincidiu com o tempo em que era banco no Sevilla. Apesar de ser o artilheiro do time nas eliminatórias da Euro 2008, Gus Hiddink o deixou de fora do elenco que foi a fase final do torneio. Depois de 18 meses voltou a seleção para jogar contra a Finlândia nas eliminatórias da Copa, marcando dois gols e com essa atuação foi reintegrado.

Para a Copa do Mundo de 2014, Kerzhakov foi decisivo para a seleção ao marcar 5 gols nas eliminatórias e assim, classificar a seleção russa para seu terceiro mundial como país independente. E depositam total confiança em Kerzhakov para classificar a Rússia as oitavas-de-final, mas o grupo será difícil, pois irão ter que enfrentar Bélgica, Argélia e Coréia do Sul. O artilheiro russo estreia junto com o país na copa dia 17 de junho, contra a Coréia do Sul, na Arena Pantanal. 

 Os números de Aleksandr Kerzhakov pelos clubes: 

Zenit (primeira e segunda passagem):

Jogos - 257
Gols  - 116
Títulos: Copa da Liga Russa (2003), Copa da Rússia (2010),  Campeonato Russo (2009/2010, 2011/2012), Supercopa da Rússia (2011)

Sevilla: 

Jogos - 26
Gols  -  8
Titulos: Copa da UEFA (2006/2007), Copa do Rei (2006/2007), Supercopa da Espanha (2007)

Dynamo Moscou:

Jogos - 51
Gols  - 20

Os números de Aleksandr Kerzhakov pela seleção russa: 

Jogos - 79
Gols  - 25

Nenhum comentário:

Postar um comentário