Cielo supera decepção e volta a se dedicar aos 100m livre por Rio 2016 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Cielo supera decepção e volta a se dedicar aos 100m livre por Rio 2016

Compartilhe


Fascinado pelo topo do pódio, Cesar Cielo se decepcionou tanto com o sexto lugar na disputa dos 100m livre nas Olimpíadas de Londres 2012 que decidiu não competir mais na prova que ele é o recordista mundial (46s91), tem dois títulos mundiais (um em piscina longa e um em curta) e uma medalha olímpica de bronze. Tamanho desgosto fez com que ele passasse a disputar apenas as provas de 50m nas grandes competições. Porém, como é obcecado por desafios e está de olho nos Jogos Olímpicos do Rio 2016, Cielo decidiu dar mais uma chance para os 100m. Sorte da torcida brasileira que poderá ver o seu maior nadador em ação mais uma vez no encerramento do Troféu Maria Lenk, neste sábado, no Ibirapuera, em São Paulo. As finais terão transmissão ao vivo do SporTV a partir das 17h (horário de Brasília).

– Vou voltar a competir de vez nos 100m. Parece que faz tanto tempo que não nado os 100m. Na verdade, eu nunca deixei de treinar para os 100m, mas havia deixado de ser o meu objetivo. Neste Maria Lenk, eu estou motivado pelo desafio de enfrentar o Marcelo Chiareghini e o João de Lucca, que estão nadando muito bem aqui e nas competições universitárias dos Estados Unidos – afirmou Cesar.

Apesar de sentir que há tempos não compete nos 100m livre, Cielo vem de uma vitória recente na prova. Em fevereiro, ele bateu na borda da piscina em primeiro no GP de Orlando, nos Estados Unidos, com o tempo de 49s28. Na ocasião, ele não enfrentou grandes adversários e estava "pesado"– em uma fase de treinamentos que não é considerada a ideal para disputar uma competição.

Como deixou os 100m livre de lado nos últimos tempos, Cesar dificilmente vai conseguir repetir a façanha que obteve neste Maria Lenk nos 50m livre e nos 50m borboleta, quando fez os melhores tempos destas provas no mundo em 2014.  A melhor marca dos 100m neste ano é muito forte: os 47s59 do australiano James Magnussen, em janeiro.

– Vamos ver como vai ser. Dependendo dos meus resultados, o objetivo de voltar aos 100m pode servir para me ajudar a fazer parte do revezamento 4x100m nas Olimpíadas do Rio 2016, quando vamos lutar por medalha.

Quero lembrar que a minha prioridade sempre vai ser os 50m livre. Se a disputa dos 100m livre me atrapalhar durante uma competição, eu fico só nos 50m – acrescentou Cielo, que é tricampeão mundial, campeão olímpico e recordista mundial na prova mais veloz da natação.

Além dos 100m livre, o Troféu Maria Lenk também terá neste sábado as disputas dos 50m peito, 200m costas e do revezamento 4x100m medley.  Uma novidade na competição vai ser a disputa da maratona aquática de 5km, na raia olímpica da USP. A prova não vai valer pontos para a competição entre clubes, mas, se aprovada, vai entrar no programa do Maria Lenk a partir de 2015. Estão inscritos 28 atletas, entre eles a campeã mundial Poliana Okimoto, e os medalhistas em Mundiais Allan do Carmo e Samuel de Bona.

Fonte: SporTV.com
Foto: Satiro Sodre/SS Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário