Representantes da WADA viajam na próxima semana para realizar auditoria na Jamaica.


Representantes da WADA (Agência Mundial Anti-Doping) vão para a Jamaica conduzir uma auditoria no comitê de anti-doping do país.

A visita vem após a irritação da entidade com a tentativa do comitê jamaicano de tentar adiar para o ano que vem a auditoria.

Os três dirigentes da WADA estarão em Kingston (JAM) nos dias 28 e 29 de outubro, segundo o presidente do comitê jamaicano (JADCO), Herb Elliott. Entretanto, ele não falou quais são os dirigentes que estarão conduzindo a auditoria, que acontece após vários casos de anti-doping com atletas da Jamaica em 2013.

Entre os que falharam o teste, estão Asafa Powell, Sherone Williams e Veronica Campbell-Brown, todos do atletismo e todos medalhistas Olímpicos.

A credibilidade do controle anti-doping da Jamaica foi posta em xeque após a ex-presidente da JACDO, Renee Anne Shirley, ter dito a revista Sports Illustrated que a entidade fez apenas um exame fora de competição entre Fevereiro e o início dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

O presidente da WADA, John Fahey, demonstrou frustração após tentativas das autoridades jamaicana de tentarem adiar para 2014 a auditoria, e chegou a cogitar a possibilidade de punição do país por parte do COI, por ser uma entidade que não estaria de acordo com o código anti-doping da WADA.


Fonte: Reuters


0 Comentários