Com mais três torneios no ano, Zanetti admite dificuldade em manter o foco





Campeão mundial de ginástica artística nas argolas há duas semanas, competição mais importante do ano, Arthur Zanetti ainda terá pela frente mais três torneios para fechar o calendário dessa temporada. Após um leve descanso, o brasileiro já retornou aos treinamentos para não perder a forma. Se na questão física, não há queda, na concentração, Zanetti admite a dificuldade de manter o mesmo nível do que teve em Zurique.

"É difícil manter o mesmo foco depois de uma competição como o Mundial, que é uma das mais importantes de todas. Mas a gente trabalha para ir lá e vencer. Vamos tentar vencer mais uma vez" - confessou o ginasta do São Caetano.

A tarefa se torna mais árdua quando o atleta passa a ser o alvo principal dos oponentes, já que também é o atual medalhista de ouro olímpico. Por conta disso, realiza um trabalho específico, mas que não é para os seus músculos.

"É bom ser o cara a ser batido, mas também tem pressão por trás disso. Por isso, tem que saber segurar essa pressão. Tenho um trabalho psicológico para aguentar na hora da competição e fazer nossa parte bem feita" - explicou.

Já na última segunda-feira, o ginasta, que estava no Rio em um evento para angariar fundos para o seu centro de treinamento, embarcou para Mogi das Cruzes, onde disputará os Jogos Abertos do Interior pela equipe de São Caetano, campeã 14 vezes nas últimas 16 edições. Depois, no sábado, dia 26, ele viaja para a Suíça, onde participará do Swiss Cup. E, em dezembro, finaliza o ano com o torneio na cidade japonesa de Toyota.

Fonte: Globoesporte.com

0 Comentários