Futuro dirigente, Emanuel elogia MP e pede "voz ativa" a atletas - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Futuro dirigente, Emanuel elogia MP e pede "voz ativa" a atletas

Compartilhe






Bastam 30 segundos de conversa para se perceber que Emanuel não é um atleta qualquer. Megacampeão e um dos ícones do vôlei de praia nacional, o quarentão ainda jogador é o tipo de pessoa que pensa bastante antes de responder e, quando começa a conversar, tem o olhar penetrante de quem só fala do que sabe. Mais do que isso, faz parte da nova geração de jogadores analíticos, que não se contentam simplesmente em estar representando o Brasil, mas sim buscam analisar o esporte como um todo.

Um dos mais velhos atletas ainda em atividade no vôlei de praia, o parceiro de Alison não sabe quando vai parar. Diz que analisará a situação ano a ano – pode ser no fim de 2013, ao término de 2014, assim como também pode disputar a Olimpíada de 2016, um de seus desejos. Contudo, tem a exata noção do que fará após terminar seus dias como jogador: virará dirigente. “Eu entendo muito do esporte. Gosto do vôlei, mas não sei se conseguiria passar todas as minhas emoções para alguém. Acho que eu ficaria muito mais feliz na estrutura”, explicou ao Terra.

O desejo de Emanuel não é novidade no esporte. Ultimamente, “atletas ativistas” têm sido cada vez mais comuns no Brasil – são casos de jogadores de futebol como Paulo André e Raí ou de outros esportes, como Ana Moser e Hortência. A organização “Atletas pelo Esporte”, inclusive foi uma das principais responsáveis pela aprovação da MP do Esporte, que limita o mandato de dirigentes esportivos em entidades que recebem dinheiro público. A ação é bastante aprovada pelo atleta do vôlei de praia, que pede, além de ativa, uma “voz consciente” aos jogadores.

Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário