Mundial de Esportes Aquáticos 2013 – Dia 10

César Cielo é bicampeão mundial dos 50m borboleta


O décimo dia de competições em Barcelona foi muito produtivo para o Brasil, que conquistou uma medalha de ouro e uma de bronze na piscina do Palau Sant Jordi.

Logo na primeira final disputada, os 100m peito masculino, Felipe Lima conquistou a inédita medalha de bronze na modalidade. Após virar os primeiros 50 metros na segunda colocação, com a ótima marca de 27.27, Felipe acabou caindo para terceiro, onde resistiu com todas as forças para alcançar o pódio ao final da prova, com o tempo de 59.65. A medalha de bronze é muito importante para o país, afinal foi conquistada em uma prova olímpica. Na disputa pelo ouro o sul-africano Cameron van der Burgh, voltando de lesão, começou muito bem, virando os 50m iniciais na frente da linha do recorde mundial, mas não manteve o ritmo e foi superado pelo australiano Christian Sprenger, em uma arrancada impressionante após a virada.

Nos 100m borboleta, a sueca Sarah Sjöström provou que consegue nadar em alto nível sem o “super traje” que lhe rendeu o título Mundial de 2009 e reconquistou o título Mundial da prova, com o tempo de 56.53. Destaque também para a australiana Alicia Coutts, uma das personagens do revezamento de ontem, que saiu da 5ª colocação na primeira virada para ficar com a prata.

Nos 50m borboleta, prova que não é olímpica, mas que era muito esperada pelos brasileiros, César Cielo conquistou o ouro. Tanto Cielo quanto Nicholas Santos largaram bem, mas enquanto Nicholas falhou na parte nadada, César Cielo conseguiu se manter na frente dos adversários e conquistar o bicampeonato mundial da prova. O que chamou a atenção foi o tempo relativamente alto dos competidores na final. Cielo fechou os 50m em 23.01, sendo que na própria semifinal cinco nadadores, incluindo ele, nadaram abaixo dos 23 segundos. Algo compreensível nas provas de curtas distâncias mas que não deixa de ser curioso. A emoção e satisfação de César Cielo ficou visível ao final da prova e no pódio, exatamente o oposto de Nicholas Santos, que chegou na quarta colocação.

O segundo dia da natação em Barcelona marcou a primeira quebra de recorde mundial da competição. A lituana Rūta Meilutytė nadou a segunda semifinal dos 100m peito feminino em 1:04.35, desbancando a melhor marca da história, que pertencia a Jessica Hardy vestindo o "super traje". O interessante é que Ruta não fez uma boa chegada, o que abre margem para uma nova quebra de recorde na final.

Nos 200m medley feminino, a chinesa Ye Shiwen, atual campeã mundial e olímpica, nadou muito mal para seus padrões e ficou fora do pódio. Melhor para a húngara Katinka Hosszú, até então conhecida por seu bom desempenho em piscinas curtas, dominar a prova e vencê-la com o ótimo tempo de 2:07.92. Nadando em casa, Mireia Belmonte ficou com o bronze, de certa forma inesperado, mas que fez a alegria do público local.

Confira os resultados oficiais das finais disputadas hoje:

No polo aquático feminino a competição vai afunilando. Foram disputadas hoje as quartas de finais, com destaque para a vitória da Espanha sobre os Estados Unidos, a exemplo do que havia acontecido no masculino. Confira os resultados: Rússia 17x9 Canadá; Austrália 9x5 Grécia; Estados Unidos 6x9 Espanha; Hungria 11x7 Holanda.

As semifinais serão disputadas na quarta-feira entre Rússia x Austrália e Espanha x Hungria.

Com as medalhas conquistadas hoje o Brasil defendeu a quinta colocação do quadro de medalhas geral do Mundial:

Pos País – Ouro / Prata / Bronze
1º China – 10 / 6 / 2
2º Rússia – 7 / 3 / 2
3º Estados Unidos – 3 / 3 / 3
4º Alemanha – 3 / 2 / 3
5º Brasil – 2 / 2 / 3

Amanhã teremos disputa de medalha nos saltos ornamentais em grandes alturas, quatro finais na natação e as quartas de finais do polo aquático masculino.

Postar um comentário

To Top