Mais um dia de finais no Troféu Maria Lenk 2013: veja como foi o 2° dia

Thiago Pereira - Foto: CBDA
A segunda noite de finais do Brasileiro Absoluto de Natação – Troféu Maria Lenk foi da nova leva de nadadores que luta por um lugar no Campeonato Mundial Júnior da FINA, em agosto deste ano, em Dubai. Dois nomes entraram para o grupo que já soma 14 nadadores, em 14 provas: Giovanna Diamante e Gabriel Freitas.

Giovanna Diamante, do Sesi/SP, de 15 anos, bateu na trave nas eliminatórias, mas fez o gol na decisão. Na final ela marcou 1m01s78 nos 100m borboleta e conseguiu vaga para o Mundial Júnior de Dubai, em agosto. Na fase classificatória, Giovanna fizera 1m01s97, ficando apenas três centésimos do tempo necessário, 1m01s94.

- O meu objetivo não era a classificação no Mundial, mas conseguir o meu melhor resultado na prova. Estou muito feliz. É só felicidade! Eu fiquei muito perto nas eliminatórias e deu pra nadar melhor e pegar o índice na final. Agora é treinar mais – disse Giovanna, que ainda nada os 200m borboleta na competição.

A jovem Giovanna Diamante foi a sétima colocada da prova que teve como vencedora a holandesa Inge Dekker, do Minas Tênis (59s12). Daynara de Paula, do Sesi/SP, foi a campeã brasileira (59s61), seguida pelas atletas do Pinheiros Daniele de Jesus (1m00s04) e Bruna Rocha (1m00s41).

Gabriel Freitas, de 17 anos, do Pinheiros, disputou a final B dos 200m peito. Ele marcou 2m19s13, fez abaixo do índice 2m20s18 para o Mundial Júnior e agora é o segundo nome da prova. Na parte da manhã, Arthur Pedroso, do Corinthians, marcou 2m18s90.

- Estava confiante em fazer o índice de manhã, mas como continuei me sentindo bem consegui na final B. Agora é fazer manutenção e descansar bem pra tentar baixar este tempo em Curitiba (Brasileiro Júnior e Sênior, em maio) – disse.

A versão masculina dos 100m borboleta foi vencida por Thiago Pereira (53s11), do Sesi; com Arthur Mendes Filho (53s14), do Corinthians; e Kaio Márcio Almeida (53s17), do Cabo Branco, nos degraus de prata e bronze. Nas eliminatórias pela manhã, Thiago fizera 52s96 que foi o seu melhor tempo nesta prova depois de abolidos os trajes tecnológicos e estava muito perto do índice para o Mundial dos Esportes Aquáticos de Barcelona (52s57).

- Eu queria ter feito o índice, mas gostei do tempo da manhã que é o meu melhor até o momento. Considerando tudo o que superei, como a indefinição de clube no início do ano e a lesão do quadril, achei bom o resultado. Espero agora conseguir vagas para o Mundial nas provas de medley – disse.

Na primeira prova da noite, os 200m peito, também foi difícil para os atletas diminuírem os tempos conseguidos pela manhã. Tales Cerdeira, da Unisanta, que nas eliminatórias por nove centésimos não chegou aos 2m12s78 do índice ficou com a medalha de bronze na final (2m13s54). O vencedor da disputa foi Gabriel Souza, do Praia Clube/MG (2m13s42) e o vice-campeão foi Henrique Barbosa (2m13s48), do Fluminense.

Entre as mulheres, a argentina Julia Sebastian (2m31s79), da Unisanta, ficou com o ouro. As brasileiras da prova foram Pâmela Souza (2m32s99), do Corinthians, Juliana Marin (2m33s99) e Renata Sander (2m34s49), ambas do Minas Tênis.

O recorde sul-americano dos 1500m livre masculino foi superado pela manhã com o tempo do argentino Martin Nadich. Nadando como avulso, ou seja, sem representar clubes, ele marcou 15m10s24 e bateu a marca anterior do brasileiro Luis Rogério Arapiraca (15m12s69) que permanece como recorde nacional. Na série forte, à noite, a vitória ficou com outro argentino, Juan Pereyra (15m19s87), que representa o Minas Tênis há anos. Depois vieram Arapiraca (15m22s95), da Unisanta; e Esteban Salgado (15m25s85), do Fluminense.

As provas individuais que não tiverem suas vagas para o Mundial de Barcelona fechadas no Troféu Maria Lenk terão ainda o Brasileiro Júnior e Sênior de Inverno, em Curitiba, em maio, para definição.

Minas segue na ponta – O Minas Tênis Clube segue na liderança da competição, com 711,50 pontos. O Corinthians vem em seguida com 469,50, e o Pinheiros  é o terceiro, com 410 pontos. Ao final da segunda etapa entram no grupo dos 10 melhores Unisanta (287,50), Sesi/SP (233), Fluminense (195), Grêmio Náutico União (115,50), Botafogo (96), Curitibano (70) e Praia Clube/MG (63).

Resultados 2ª etapa – 23/04/2013

200m peito M = 1) Gabriel Fidelis Souza – Praia Clube/MG – 2m13s42 / 2) Henrique Barbosa – Fluminense/RJ – 2m13s48 / 3) Tales Cerdeira – Unisanta/SP – 2m13s54
200m peito F =  1) Julia Sebastian – Unisanta – 2m31s79 / 2) Pamela Souza – Corinthians/SP – 2m32s99 / 3) Juliana Marin – Minas Tênis/MG – 2m33s99
100m borboleta M = 1) Thiago Pereira – Sesi/SP – 53s11 / 2) Arthur  Mendes  Filho –  Corinthians – 53s14 / 3) Kaio Márcio Almeida – Cabo Branco/PB – 53s17
100m borboleta F = 1) Inge Dekker – Minas Tênis – 59s12 / 2) Daynara de Paula – Sesi – 59s61 / 3) Daniele Paoli Jesus – Pinheiros/SP – 1m00s04
1500m livre M = 1) Juan Pereyra – Minas Tênis – 15m19s87 / 2) Luiz Rogério Arapiraca – Unisanta – 15m22s95 / 3) Esteban Salgado – Fluminense – 15m25s85

CBDA

Postar um comentário

To Top