U.S. Open de Tênis - Analise da Chave Feminina







- O quarto de cima da chave é o mais difícil de todos. Nele estão a número 1 do mundo, Azarenka, a atual campeã do torneio, Stosur, a chinesa Li Na que atravessa ótima fase e Kim Clijsters, tricampeã do US Open e que faz em Flushing Meadows o último torneio de sua carreira profissional.

- Maria Sharapova e Petra Kvitova tem caminhos relativamente tranquilos para formarem um jogo de quartas de final. A russa, que teve sua formação quase toda nos Estados Unidos e joga praticamente em casa, pode correr riscos com Nadia Petrova nas oitavas, enquanto a tcheca pode ter Hantuchova ou Bartoli nessa mesma fase. Nada que assuste muito, ainda mais que Marion Bartoli não vem jogando bem.

- A chave de Serena Williams só não é um bônus porque, de suas 4 derrotas no ano, duas foram contra prováveis adversárias neste US Open; Makarova (que cruza com a multicampeã na 3ª rodada) e Wozniacki, provável confronto nas quartas. Nas oitavas, Serena deve ter Kirilenko, que leva algum perigo, embora pouco tenha conseguido bons resultados nos grand slams. A tenista de terceiro melhor ranking da chave, Ana Ivanovic, vem de partidas muito ruins e pode ser surpreendida na estreia pela promissora Elina Svitolina, que furou o quali após virar um jogo contra Larcher de Brito em que perdia por 6-2 5-0 e tinha o match point contra.

- Também vazio de grandes nomes está o quarto debaixo. Porém a segunda rodada promete um grande jogo entre Kerber e Venus Williams. Agnieszka Radwanska tem um jogo perigoso contra Cibulkova ou Vinci (que vem jogando acima do esperado nas quadras duras) nas oitavas, mas é favorita para chegar às quartas em condições normais, onde pode enfrentar Kerber. Nesta chave está também Sara Errani, vice campeã em Roland Garros, mas que não oferece muito perigo fora do saibro.

0 Comentários