Drops Olímpicos #13 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias



HANDEBOL

A equipe feminina de handebol derrotou Cuba por 34 a 24, nesta quarta-feira, na série de amistosos que a seleção vem fazendo em preparação aos Jogos Olímpicos. A partida foi realizada em São Luís, no Maranhão. As duas seleções se enfrentarão novamente nesta sexta-feira, no mesmo local, às 16h.

ATLETISMO

No Campeonato Africano de Atletismo, o sul-africano Oscar Pistorius não conseguiu fazer tempo abaixo do índice  olímpico durante as eliminatórias dos 400m. Mas ele ainda terá mais uma chance, e outra chance se passar para a final da modalidade. Pistorius já havia feito o tempo abaixo do índice, mas a Confederação Sul-Africana de Atletismo exige que o atleta faça tempo abaixo do índice novamente. Ele precisa fazer no máximo, 45s30 para atingir a marca. Se estiver interessado em acompanhar o campeonato, acesse esse link.

A Jamaica fará sua própria qualificatória de atletismo, com destaque para a prova dos 100m rasos, na qual estarão as estrelas que todos nós conhecemos: Usain Bolt, Asafa Powell e a revelação Yohan Blake. O treinador Maurice Wilson espera que esse campeonato "pegue fogo" com as provas.

O antigo campeão olímpico dos 3000m com obstáculos, o queniano Ezequiel Kemboi foi acusado de esfaquear uma mulher na última quinta-feira. Ele era uma das esperanças do Quênia na prova, e o próprio esperava recuperar o título olímpico que ele conquistou em 2004.

BASQUETE

A equipe britânica de basquete masculino foram derrotados pela Rússia por 87 a 51. Ao menos, dá pra isentar um pouco os britânicos da derrota, pois estiveram em quadra sem seus principais jogadores, como Luol Deng, Rob Archibald e Joel Freeland.

GINÁSTICA ARTÍSTICA

Depois de Jade Barbosa, é a vez da norteamericana Shawn Johnson ficar de fora dos Jogos Olímpicos. Pior: ela se aposentou de vez da ginástica. A atleta de apenas 20 anos diz que o seu joelho não aguenta mais a rotina de treinos e competições.

LEVANTAMENTO DE PESO

O atleta australiano Daniel Koum estaria sendo acusado pelos membros da Associação Australiana da modalidade de cobrar 5000 dólares (cerca de 10400 reais) pela participação em um torneio qualificatório, atitude que deixou os treinadores furiosos, que alegam que "o halterofilista faltou com bom senso".

Nenhum comentário:

Postar um comentário