Londres - História da cidade Olímpica de 2012 - Parte 2 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Londres - História da cidade Olímpica de 2012 - Parte 2

Compartilhe
                                        Mapa de Londres em 1300

Por Rodrigo Farias (@rodrigofarias27)

Após o fim do Império Romano no século V e o abandono da cidade de Londres, surgiu um povoado anglo-saxão conhecido como Ludenwic, que se desenvolveu em torno da antiga região romana, em volta do que hoje é conhecido como Covent Garden e Strand, que chegou a ter em torno de 12 mil pessoas. No século IX, os seguidos ataques dos Vikings contra a cidade de Londres obrigaram que sua população ocupasse a região da antiga Londinium, aproveitando-se das muralhas de proteção existentes para evitar novas investidas.

Com a unificação inglesa no século X, Londres, a maior cidade do país e o principal centro econômico, começou a aumentar sua importância como centro político, apesar da concorrência com Winchester, região do tradicional reino dos Wessex. No século XI, o rei Eduardo, o Confessor reconstruiu a Abadia de Westminter e a cidade de Westminter, que tornou-se a residência favorita da então família real. Após a Batalha dos Hastings, William, o Conquistador foi o primeiro rei coroado na Abadia de Westminter, em 25 de dezembro de 1066.


William, O Conquistador inicia seu reinado com a reconstrução da Torre de Londres, o primeiro dos muitos castelos normandos refeitos em pedra durante a Idade Média. Em 1097, seu filho, William II, inicia a construção do Hall de Westminter, o embrião do futuro Palácio de Westminter.

No século XII, a corte real cresceu muito em sofisticação e tamanho, fixando-se na Torre de Londres. Enquanto a cidade de Westminter configurou-se nesse momento como uma verdadeira capital, concentrando a atividade do governo real, sua vizinha Londres ficou como a maior cidade inglesa e o principal centro comercial do país, funcionando sob o seu próprio governo, a Corporation of London – que hoje é a Prefeitura Municipal da cidade.

A população londrina cresceu de modo vertiginoso durante a Idade Média. De cerca de 18 mil pessoas no ano 1100, em 1300 eram cerca de 100 mil habitantes na região. Entretanto, no século XIV – o século da crise que culminou com o fim da estrutura social da Idade Média – a cidade perdeu cerca de um terço de sua população, resultado da Peste Negra. Além disso, em 1381 ocorreu a Revolta Camponesa, que marcou começo do fim da servidão, com o início da luta por reformas e direitos da população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário