O Peru e a lendária seleção feminina de voleibol. - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

O Peru e a lendária seleção feminina de voleibol.

Compartilhe
No distante ano de 1948, Edwin Vásquez (PER) levou o ouro na Pistola Livre do Tiro Esportivo. Nos quarenta anos seguintes que se seguiram, nenhum peruano conseguiu conquistar outra medalha de ouro em Jogos Olímpicos. Mas em 1988, os peruanos ficaram com a "febre do ouro", colocando todas as suas esperanças no seu popular time de voleibol feminino. As jogadoras da equipe eram tão conhecidas, que todos se referiam a elas pelo primeiro nome: Rosa, Gina, Natália, Denisse, Gabriela e Cecilia. 

Com o boicote de Cuba ao Jogos, os maiores rivais das peruanas era o Japão, que nunca tinha terminado fora dos três primeiros, até então; a União Soviética, que nunca terminou abaixo dos dois primeiros em Jogos Olímpicos e a China, que tinha vencido todos os maiores torneios de vôlei de 1981 até 1986.

Na semifinal o Peru chegou a abrir dois sets a zero contra o Japão, mas as japonesas engrossaram e o jogo foi para o tiebreak, com a vitória peruana por 3-2 (15-9,15-6, 6-15, 10-15 e 15-13). Enquanto a URSS batia a China na outra semifinal por 3-0 (15-0, 15-9 e 15-2).

A final começou as 6:30 da manhã, horário do Peru, quase toda a nação grudada na frente da TV. As peruanas venceram os primeiros dois sets (15-10,15-12) e lideravam o terceiro por 12-6. nesse ponto, com todo o público torcendo pelo Peru, o técnico soviético, Nicolai Karpol, pediu tempo e fez três substituições. Quando o jogo recomeçou, o rumo do jogo mudou. As soviéticas fizeram 9-1 no Peru para fechar o set em 15-13 e ganharam o seguinte por 15-7. No começo do tiebreak, a URSS abriu 6-0, mas as peruanas não desistiram e empataram o jogo em 7-7. As soviéticas fizeram 10-7 e novamente o Peru reagiu e chegou a ter o ponto do jogo ao estar vencendo por 15-14, mas no final, as soviéticas levaram a melhor e fecharam o set e o jogo com 17-15.

As soviéticas estavam tão cansadas fisica e emocionalmente, que foi preciso ajuda médica para ajudá-las antes da Cerimônia do Pódio. O Peru tinha perdido, mas a seleção feminina de vôlei do país ficou para a história como uma das melhores de todos os tempos. Abaixo um video com matéria da Globo sobre o jogo  e o final do jogo (se não me engano) pela Bandeirantes. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário