O conto de fadas do Zimbábue no Hóquei na Grama. - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

O conto de fadas do Zimbábue no Hóquei na Grama.

Compartilhe
                          Time feminino do Zimbábue de Hóquei na Grama  


 Uma das histórias mais desconhecidas das Olimpíadas é a história do time feminino de Hóquei na Grama do Zimbábue em Moscou 1980. O post contará a história de um time eliminado na pré qualificação olímpica  que virou campeão olímpico.
  Quando cinco das seis nações que iriam disputar o hóquei na grama feminino nos Jogos Olímpicos de Moscou em 1980 desistiram da competição devido ao boicote liderado pelos EUA, uma história como a da Cinderela tomou forma na União Soviética. Quando o país ainda se chamava Rodésia e era governado pelos brancos no esquema do apartheid, o país estava banido das olimpíadas. Mas quando a maioria negra assumiu o poder, o banimento foi levantado e o país voltou as competições.
  Desesperados para preencher as vagas abertas, a União Soviética e o COI entraram em contato com o Zimbábue cinco semanas antes do começo dos Jogos e ofereceram um subsídio ao país para enviar o time africano as Olimpíadas. Mas apenas no final de semana anterior aos Jogos, é que os membros da equipe foram escolhidas.Ironicamente, a equipe era toda composta por jogadoras brancas.
 A campanha foi fabulosa. Venceram Polônia, União Soviética e Áustria, e empataram com Tchecoslováquia e Índia. Sendo assim campeãs olímpicas invictas e, consequentemente, conquistaram a primeira medalha de ouro olímpica na história do país africano.


Campanha: 

25/07/1980 POL 0x4 ZIM
27/07/1980 ZIM 2x2 CZE
28/07/1980 URS 0x2 ZIM
30/07/1980 IND 1x1 ZIM
31/07/1980 AUT 1x4 ZIM 

P.S. O Torneio Olímpico era disputado em pontos corridos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário