Parada das Nações: Angola



Sigla: ANG
Medalhas na história:  0 |  0 |  0 | Total: 0
No Rio de Janeiro...  0 |  0 |  0 | Total: 0

País jovem, com apenas 41 anos de independência, Angola ainda não teve a oportunidade de debutar no quadro de medalhas dos Jogos Olímpicos. A estreia do país foi em Moscou 1980 com 11 atletas e desde então só ficou de fora dos jogos de 1984 em Los Angeles.

No Rio de Janeiro, a delegação angolana foi de 25 atletas, nove a menos do que em Londres, maior delegação da história do país em olimpíadas

Esportes fortes:

Handebol: No continente africano, o Handebol feminino angolano é soberano e no Rio de janeiro conseguiu uma improvável classificação para as quartas de final. Comandadas pelo ex-técnico da seleção brasileira Morten Soubak, Angola espera manter sua evolução no handebol e ao menos repetir em Tóquio o feito de 2016

Judô: Apesar de não conseguir grandes resultados a nível mundial, Angola tradicionalmente manda um judoca para os jogos olímpicos.

Helena Paulo é uma das revelações do handebol angolano Foto: Kindala Manuel


Destaques:

Helena Paulo (Handebol): Um dos jovens valores da seleção angolana de Handebol, Helena Paulo, de apenas 21 anos, disputou o mundial de handebol em dezembro ajudando Angola a terminar na décima quinta colocação. Em Tóquio a promessa é de que Helena faça muitos gols.

Diassonema Mucungui (judô): Herdeira de Antônia Moreira no judô, Diassonema está até o momento dessa postagem pegando a vaga continental da categoria até 57kg. Com 23 anos, deve usar sua primeira participação olímpica para almejar voos futuros em próximas olimpíadas.

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes